SÃO GONÇALO DO AMARANTE RN-SEEC afirma que investiu R$ 12 milhões para retorno presencial das aulas


Por Amina Costa / Repórter do JORNAL DE FATO

A Secretaria Estadual de Educação e Cultura (SEEC) informa que, para que o retorno das aulas presenciais ocorresse de forma segura, tanto para os estudantes quanto para os profissionais, investiu R$ 12 milhões em infraestrutura. Desse total, R$ 8 milhões foram recursos estaduais e R$ 4 milhões foram provenientes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.

As aulas presenciais foram retomadas nesta segunda-feira, 26. De maneira híbrida, facultativa e gradual, as primeiras turmas começaram as atividades às 7h da manhã. Para este momento, o Governo do RN, por meio da SEEC, preparou as unidades de ensino para que o distanciamento em sala de aula, o uso de álcool em gel, disponibilização de máscaras e todas as medidas sanitárias fossem cumpridas, dando a segurança necessária para os estudantes, trabalhadores e trabalhadoras da comunidade escolar.

Para isso, foram investidos R$ 12 milhões de reais, sendo R$ 8 milhões de recursos próprios do estado. Durante visita às escolas que retomaram o ensino presencial, o secretário de Educação, Getúlio Marques, falou sobre essa retomada, após mais de um ano de ensino remoto. “É um momento de otimismo. Estamos retornando às escolas após um período de muito aprendizado. Agora, as aulas serão em formato híbrido, onde cada escola irá formatar as atividades para quem está em sala de aula ou em casa. O desafio não é maior que a determinação dos nossos professores”, explica o secretário.

Com a retomada as aulas presenciais, a SEEC buscou se articular com os municípios para garantir o transporte e a merenda escolar para os estudantes da rede pública. Por meio da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-RN), foi garantido o transporte escolar para os estudantes, que também conta com protocolo sanitário. Ficou determinado que os veículos circularão com menos estudantes, terão limpeza minuciosa e ventilação natural.

Em relação à merenda escolar, a SEEC informou que, com a orientação técnica da Subcoordenadoria de Assistência ao Educando (SUASE), as escolas organizaram os cardápios e os locais para a realização da merenda conforme as orientações do Plano Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Na última semana, mais de R$ 1 milhão, em recurso extra, foi disponibilizado às escolas. Casos pontuais de falta de itens para compra estão sendo solucionados com a aquisição de itens da agricultura familiar ou com fornecedores locais.

 

Retorno das aulas presenciais ocorre em fases

O retorno das aulas presenciais da rede pública do estado vinha sendo programado há meses e foi alvo de decisões judiciais. A primeira fase de retomada ocorreu na semana passada, quando foi realizada a jornada pedagógica, com planejamentos de aulas e formas de retorno. Apesar do avanço na vacinação dos potiguares, o momento ainda requer muita cautela.

O plano de retomada das atividades presenciais foi elaborado pelo Governo do Estado ainda no mês de maio e previa o retorno escalonado das aulas. Neste primeiro momento, voltaram para as escolas os alunos das séries iniciais (1º ao 5º) e estudantes do 3º ano do ensino médio. O retorno é facultativo para os estudantes, de forma que, aqueles que optarem pelo ensino remoto, continuarão assistindo aulas on-line.

A primeira etapa de retomada inclui, no máximo, 30% dos alunos da rede pública do estado. A segunda fase de retomada vai acontecer após 14 dias, conforme determinação da Justiça do RN, com o retorno dos alunos do ensino fundamental que estão no 6º e 7º anos e dos estudantes do 2º ano do Ensino Médio.

Na terceira fase de retomada, que ocorre 14 dias após o início da 2ª fase, devem retornar às escolas da rede pública os alunos que cursam o 8º e 9º ano do ensino fundamental e os estudantes do 1º ano do ensino médio. A Secretaria Estadual de Educação e Cultura (SEEC) afirma que se preparou para receber os estudantes de volta às unidades de ensino.

Gradualmente, sempre após 14 dias, poderão retornar 50% dos estudantes em todas as turmas; depois 75% e concluindo com o retorno total, de 100%. A SEEC informou que está obedecendo ao espaçamento mínimo de 1,5 metros entre as carteiras. Esclareceu também que os profissionais com comorbidade continuam em atividades remotas.

 

 

Tags:

Mossoró
Rio Grande do Norte
Secretaria de Educação
ensino público
aula
professor
aluno

VOLTAR

Rate this post



Comentários com Facebook




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.