SÃO GONÇALO DO AMARANTE RN-ITENS DA CESTA BÁSICA SOBEM ATÉ 117% E COMPROMETEM MAIS DA METADE DO SALÁRIO MÍNIMO DOS BRASILEIROS


Cada dia está mais difícil sair do supermercado com todos os suprimentos básicos para uma boa alimentação. A cesta básica nacional está comprometendo mais da metade de um salário mínimo. Em Natal, Rio Grande do Norte, custa em média R$ 575,33.

 

A maior alta foi no grupo de alimentos e bebidas. De 50 maiores aumentos, cinco são essências para a sobrevivência da população brasileira.

Cada estado tem variação de preço, São Paulo é a capital com a cesta básica mais cara, custando R$ 761,19. Aracaju tem o menor valor, sendo R$ 524,99.

Segundo dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), o tomate, por exemplo, é um dos itens que está sendo vendido por um valor de 117% mais alto do que em abril de 2021.

De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), 11 das 17 capitais pesquisadas, o valor da cesta básica compromete mais da metade o salário mínimo dos brasileiros.

“Temos uma economia que não cresceu, mercado de trabalho precarizado e renda das famílias caindo. Nesse contexto, o aumento dos bens básicos é extremamente perverso”, diz Patrícia Campos, supervisora da área de preços do Dieese.

Com informações do G1

Rate this post



Comentários com Facebook




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.