RECIFE PE-Sobe para 121 número de mortes pelas chuvas em Pernambuco; total de desabrigados aumenta para 7.312 pessoas


Sobe para 121 número de mortes pelas chuvas em Pernambuco; total de desabrigados aumenta para 7.312 pessoas

Sobe para 121 número de mortes pelas chuvas em Pernambuco; total de desabrigados aumenta para 7.312 pessoas

Subiu para 121 o número de mortos pelas chuvas em Pernambuco. O último corpo que faltava ser encontrado na Vila dos Milagres, no Barro, na Zona Oeste do Recife, foi localizado na noite desta quarta-feira (1º), por volta das 22h30. Nessa mesma data, outros dois cadáveres foram localizados na comunidade, um deles de uma criança.

Essa 121ª morte não consta no último balanço do governo de Pernambuco , divulgado às 20h desta quarta. Com isso, o número de desaparecidos diminuiu para três pessoas. É na busca delas que o trabalho de resgate continua em três cidades do Grande Recife: Curado 4, em Jaboatão; na comunidade do Areeiro, em Camaragibe; e no bairro de Paratibe, em Paulista.

O número de desabrigados aumentou para 7.312 pessoas, que estão em 66 abrigos distribuídos em 27 municípios, segundo o governo do estado.

Momento em que bombeiros encontraram criança soterrada por barreira na Vila dos Milagres, no Recife — Foto: Juliana Nascimento/TV Globo

Momento em que bombeiros encontraram criança soterrada por barreira na Vila dos Milagres, no Recife — Foto: Juliana Nascimento/TV Globo

O aumento nas estatísticas oficiais não foi motivado apenas pelos corpos resgatados nesta quarta. O governo do estado informou que nove corpos que chegaram ao Instituto de Medicina Legal (IML) vindos de unidades de saúde também eram de pessoas que morreram devido aos temporais iniciados no dia 25 de maio.

Atuam nas buscas pelos desaparecidos mais de 403 profissionais do Corpo de Bombeiros de Pernambuco e outros estados, Forças Armadas, Secretaria de Defesa Social (SDS), Defesa Civil e órgãos municipais.

Resgate dos corpos

 

Entre os corpos encontrados nesta quarta, estão três cadáveres localizados na comunidade Vila dos Milagres, dois em Jaboatão dos Guararapes , na Região Metropolitana, sendo um no bairro Curado 4 e outro que havia sido levado pela enxurrada; e um em Limoeiro, no Agreste.

Na Vila dos Milagres, o primeiro corpo encontrado nesta quarta foi de uma criança, de nome e idade não divulgados. O cadáver dela foi localizado no início da tarde. O segundo corpo foi encontrado no final da tarde, por volta das 17h30.

De acordo com o major Vieira de Melo, que comanda as buscas na Vila dos Milagres, o corpo da criança estava embaixo de cerca de três metros de terra.

“Foi encontrado em decúbito ventral [de bruços]. O trabalho dos cães foi essencial para que tivéssemos êxito na localização. Nosso trabalho continua, nós só sairemos daqui quando encontrarmos a última vítima”, declarou.

Cachorro farejador do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais achou corpo de vítima na comunidade Bola de Ouro, no Curado 4, em Jaboatão dos Guararapes — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Cachorro farejador do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais achou corpo de vítima na comunidade Bola de Ouro, no Curado 4, em Jaboatão dos Guararapes — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Em Jaboatão, um dos corpos encontrados nesta quarta-feira (1º) foi achado na comunidade Bola de Ouro, no bairro de Curado 4. A vítima era uma mulher, que não teve o nome e a idade divulgados. Ela foi encontrada com a ajuda de um cão farejador do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais chamado Bono.

LEIA TAMBÉM:

Detalhes sobre o segundo corpo encontrado em Jaboatão e do cadáver achado em Limoeiro não foram divulgados pelo governo do estado.

Buscas por desaparecidos após deslizamento de barreira na Vila dos Milagres, no Recife — Foto: Mhatteus Sampaio/TV Globo

Buscas por desaparecidos após deslizamento de barreira na Vila dos Milagres, no Recife — Foto: Mhatteus Sampaio/TV Globo

VÍDEOS: mais vistos de Pernambuco nos últimos 7 dias

 

200 vídeosChuva causa alagamentos em diversos pontos do Recife'Morreu todo mundo e eu fiquei', diz sobrevivente de deslizamento de barreira no RecifeSari Corte Real é condenada a oito anos de prisão

Rate this post



Comentários com Facebook




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.