O FIM DOS TEMPOS -2021 ficou entre os anos mais quentes da história, aponta agência da ONU


2021 ficou entre os anos mais quentes da história, aponta agência da ONU

Foto: Reprodução

Uma análise feita com dados consolidados de seis bases de dados internacionais sobre temperaturas globais mostrou que 2021 foi um dos anos mais quentes da história.

Segundo a Organização Meteorológica Mundial (OMM), o ano passado está entre os sete mais quentes já registrados na história.

O grupo dos sete anos mais quentes inclui todos os anos desde 2015. Entre eles, o ano de 2016 lidera o ranking de temperatura global, seguido de 2019 e 2020.

A agência da ONU (Organização das Nações Unidas) especializada em meteorologia pontua que as temperaturas médias globais foram temporariamente resfriadas, entre 2020 e 2022, pelo fenômeno La Niña.

“Eventos consecutivos de La Niña significam que o aquecimento de 2021 foi relativamente menos pronunciado em comparação com os últimos anos. Mesmo assim, 2021 ainda foi mais quente do que os outros anos influenciados pelo La Niña”, declara o secretário-geral da OMM, Petteri Taalas.

“O aquecimento generalizado de longo prazo como resultado do aumento dos gases de efeito estufa na atmosfera é agora muito mais relevante do que as variações anuais nas temperaturas médias globais causadas por fatores naturais do clima”, complementa.

Os dados levantados pela agência ao longo dos anos mostram que desde os anos 1980, o planeta fica mais quente a cada década, e a expectativa é que a tendência se prolongue.

“O ano de 2021 será lembrado por temperaturas que quebraram recordes de quase 50°C no Canadá, comparáveis aos valores registrados no deserto da Argélia, chuvas excepcionais e enchentes mortais na Ásia e na Europa, além da seca em partes da África e da América do Sul. Os impactos das mudanças climáticas e perigos relacionados à temperatura tiveram efeitos devastadores em comunidades de todos os continentes”, diz Petteri Taalas.

CNN

COMENTE AQUI

Mundo

Temendo nova variante do vírus, Hong Kong abaterá 2 mil animais

Foto: REUTERS / Tyrone Siu

Hong Kong vai sacrificar cerca de 2 mil animais depois que alguns testaram positivo para coronavírus, no momento em que a cidade se empenha em manter a estratégia de “covid zero” determinada por Pequim. A decisão de sacrificar os bichos foi tomada depois que as autoridades de saúde detectaram alguns casos de covid em um pet shop.

A secretária de Saúde do território, Sophia Chan, disse que o governo local pretende preservar a saúde pública depois que um funcionário da loja e um cliente também testaram positivo para covid-19 após entrarem em contato com alguns hamsters. O funcionário foi infectado com a variante Delta, muito rara em Hong Kong.

A cidade tem seguido rigidamente a política chinesa de “covid zero”. Por isso, Hong Kong vem registrando poucos casos de coronavírus. Por outro lado, o centro financeiro foi praticamente isolado do restante do mundo nos últimos dois anos.

Estadão Conteúdo
Geral

Após agressão, âncora apresenta programa todo ensanguentado e avisa: “Só me matando”

Foto: Reprodução

O âncora Daniel Carniel foi agredido fisicamente e apresentou um programa em sua emissora, o canal por assinatura Adesso TV, do Rio Grande do Sul, todo ensanguentado para explicar o que aconteceu e denunciar o ataque. Carniel definiu a agressão como um “atentado”.

“Um rapaz estava me esperando na porta da emissora (…) perguntou se eu era Daniel Carniel, quando eu confirmei, ele começou a me agredir e a me chutar”, relatou o âncora, com ferimentos pelo rosto.

O agressor, de acordo com o jornalista, o atacou por causa das “denúncias que faz na TV” e por “falar o que quiser” no programa.

O apresentador comentou ainda que ele já havia sido alertado para tomar cuidado com sua segurança.

Daniel acrescentou que a polícia irá investigar o caso, com ajuda de câmeras de segurança para identificar o agressor. “Não vão me calar. Só me matando”, afirmou Daniel, prometendo que irá “caçar” o autor dos ataques.

Depois do programa, o jornalista procurou atendimento médico e realizou exame de corpo de delito.

Terra

Rate this post



Comentários com Facebook




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.