MOSSORÓ RN -O PT chega ao poder municipal depois de três décadas de luta


Luiz-Carlos-e-Silveira-Júnior

A eleição de Silveira Júnior (PSD) coloca o PT no poder municipal, com o vice-prefeito Luiz Carlos Mendonça Martins. Um sonho antigo do Partido dos Trabalhadores, acalentado desde 1982, quando a sigla disputou a Prefeitura de Mossoró pela primeira vez.

A primeira campanha do PT, quando o partido ainda dava os primeiros passos, foi com o candidato a prefeito Mário Fernandes. Ele obteve apenas 0,83% dos votos válidos ou 428 votos. Isso em 1982. A disputa foi vencida pelo prefeito Dix-huit Rosado, com 21.510 (41,68%).

Seis anos depois, em 1988, o PT foi a luta com o professor Chagas Silveira, em meio a disputa travada entre duas alas da família Rosado, representadas pelas candidaturas de Rosalba Ciarlini e Laíre Rosado. Chagas recebeu 2.507 (3,3%). E Rosalba venceu a eleição com 7.307 (49,7%).

Nas eleições de 1992, o PT volta as ruas com o professor Luiz Carlos Mendonça Martins, que obteve a maior votação do partido em disputa municipal, com 6.557 (8,43%). O eleito foi o prefeito Dix-huit Rosado, com 37.188 (47,79%).

Em 1996, Rosalba Ciarlini foi eleita novamente prefeita de Mossoró, com 57.407 (52,64%), mas o PT esteve presente nas ruas, porém, sem qualquer possibilidade de eleição. O candidato petista Jorge de Castro teve uma votação sofrível, 4.878 (5,32%).

Na quinta campanha eleitoral do PT em Mossoró, em 2000, foi para as ruas com a professora Socorro Batista, sem empolgar. Ele recebeu 4.447  votos (4,25%). Rosalba Ciarlini foi reeleita com 57.369 (54,86%).

Mais quatro anos depois, os petistas participaram da última campanha com candidato a prefeito. Coube o jornalista e poeta Crispiniano Neto aceitar a missão. Ele recebeu 4.083 votos (3,47%). A eleição foi vencida pela ex-prefeita Fafá Rosado, com 57.743 votos (49,06%).

Nas duas eleições seguintes, em 2008 e 2012, o PT achou que era hora de se aliar aos Rosados e ofereceu os vices da candidata Larissa Rosado. Em 2008, Tércio Pereira, e em 2012, Josivan Barbosa. As duas eleições foram vencidas por Fafá Rosado, com 65.329 (53,01%), e Cláudia Regina, com 68.604 votos (50,90%).

Nas eleições suplementares, o PT decidiu se aliar a uma nova via, se distanciando do grupo liderada pela deputada Sandra Rosado. Ofereceu o vice de Silveira Júnior, acreditando que era possível chegar ao poder dessa forma. Conseguiu e agora tem uma nova missão na política mossorense.

Os companheiros esperam que a presença petista na nova gestão, que será iniciada no primeiro dia de junho (a posse dos eleitos ocorrerá no dia 31 de maio), não se limite ao vice-prefeito. Eles acham que podem colaborar com Silveira Júnior de forma mais ampla, principalmente em setores como Educação e Social.

Silveira Júnior assumiu compromisso com o PT, mas sem definir espaços.

O prefeito eleito deve fazer ampla mudança na sua equipe de auxiliares, para acomodar os 14 partidos que formaram a aliança vitoriosa. Ele já avisou que formará um novo secretariado, mas, no calor da vitória, evidentemente, não adiantou qualquer ponto da reforma.

É certo, porém, que o secretariado do Palácio da Resistência terá nova cara.



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.