Juliana de Melo Moreira foi assassinada no domingo (1º), na zona oeste do Rio, horas após o marido dela, Franque do Nascimento dos Santos, anunciar pelo Facebook que cometeria o crime. Os dois tinham um filho pequeno. O suspeito já está preso. Franque dos Santos deu a entender no Facebook que mataria a mulher porque ela teria o traído. De acordo com informações da Divisão de Homicídios, o corpo da moça foi encontrado na manhã de domingo na Estrada do Taquaral, em Senador Camará. Franque dos Santos se entregou confessando o crime e foi autuado em flagrante por homicídio. A preocupação da polícia agora é com a revolta que o assassinato causou no Facebook, onde pessoas ligadas à vítima prometeram vingança.





noticia_img_feriadao-de-carnaval-tem-ao-menos-19-mortes-nas-estradas-catarinenses531776590aa8a

Foto Ilustrativa Dez pessoas morreram em apenas dois acidentes ocorridos entre a noite de domingo (1º) e a manhã de ontem (2), no Ceará. O primeiro acidente ocorreu no km 40 da CE-293, entre as cidades de Barbalha e Missão Velha, a aproximadamente 575 km de Fortaleza.
Dois carros de passeio, um Palio, com placas de Salvador; e uma Parati, com placas de Juazeiro do Norte, colidiram. O Palio incendiou. Nele estavam operários de uma empresa contratada para execução das obras do projeto Cinturão das Águas, em Barbalha. Eles foram identificados apenas como “Francisco”, “Eclécio” e “Jones”. Os três eram baianos e retornavam a Missão Velha, após terem participado da Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio, em Barbalha.

Já no outro carro, as vítimas eram da mesma família. Dentre os mortos, estavam duas crianças. As pessoas foram identificadas como Francisco Alves dos Santos Neto, 36; a esposa Dayse Magali Vieira Santos, 26; o irmão da mulher, Deyvyson Mikeias Veira, 18; e os filhos do casal, Kayrryson Victor Vieira dos Santos, de 4 anos e Kembryck Vieira dos Santos, de apenas 2 anos de idade. “A situação dos veículos, principalmente, é que propiciará um direcionamento em relação ao que realmente ocorreu na noite do acidente”,avaliou o perito forense Antônio Barbosa, do IML de Juazeiro do Norte. O segundo acidente aconteceu no km 403 da BR-020, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), na manhã de ontem. Uma colisão frontal entre uma ambulância e um caminhão deixou os condutores dos dois veículos mortos. Um ônibus da viação Princesa dos Inhamuns, que vinha logo atrás, também se envolveu no sinistro. Conforme informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a ambulância pertencia à Prefeitura de Tauá. O motorista, José Alves Bezerra, 63, servidor da Instituição, saiu por volta de meia-noite de Tauá para Fortaleza, para trazer a ambulância, que havia sido adquirida recentemente, para uma revisão na concessionária. O caminhão, Mercedes Benz, modelo 710, de cor vermelha, inscrito com a placas OCJ-6042, e o ônibus seguiam no sentido contrário, em direção ao Interior do Estado. O motorista do caminhão, Luís Carlos Nunes Pinto, 53, teria tentado desviar da ambulância, mas não conseguiu. Ferragens O forte impacto causado pela colisão frontal, fez com que os dois corpos ficassem presos às ferragens e fosse necessário o uso de equipamentos especiais para retirá-los. No fim da manhã, depois que os cadáveres e os veículos foram removidos, o trecho da rodovia foi liberado normalmente para tráfego. O ônibus da viação Princesa dos Inhamuns, que fazia a linha Fortaleza/Canindé, foi avariado em consequência do impacto no acidente, mas nenhum dos passageiros se feriu. Márcia Feitosa/Roberto Crispim Repórter/Colaborador

 

 

TÁ CONDENADO; O holandês Stefan Smit, acusado de matar o filho de três anos em 2013, foi condenado a 17 anos e quatro meses de reclusão, em regime, inicialmente, fechado. Ele foi julgado ontem, na 5ª Vara do Júri do Fórum Clóvis Beviláqua, em Fortaleza. O júri acatou a tese da acusação da prática de homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima) e ocultação de cadáver. Além desse crime, ele foi condenado também pelos maus-tratos, cometidos contra o outro filho, a dois meses e dez dias de detenção. A defesa do holandês recorreu da decisão, mas ele permanecerá preso, aguardando o julgamento do recurso. O julgamento foi presidido pela juíza Valência Maria Alves de Sousa Aquino. A acusação foi comandada pelo promotor Antônio Carlos Torres Fradique Accioly, e a defesa ficou a cargo da defensora pública Tatiana Amaral Melo. Segundo a acusação, Stefan maltratou os filhos e a companheira, com a qual não é casado oficialmente, uma vez que “não os permitia sair de casa”. Ainda na argumentação do promotor, Smith “não queria formar família, mas apenas se manter no Brasil”, já que o holandês não estava regularizado no País. Stefan, quando interrogado, negou as acusações. “Eu não maltratava meus filhos, eu os amava. Não escondi o corpo. Coloquei na cama por não saber o que fazer”, alegou. O homem revelou que, há cerca de sete anos, teve problemas com drogas mas, nos dias atuais e no momento da morte do filho, estava limpo. Crime O homicídio ocorreu em um flat, no bairro Meireles, em Fortaleza, no dia 5 de junho de 2013. O filho mais novo do casal, à época com três anos de idade, morreu por asfixia mecânica. Após o crime, o casal planejou como fazer o enterro clandestino da criança. Stefan e Cláudia foram presos em flagrante, no dia 8 de junho de 2013. Antônia Cláudia Marques da Silva também foi pronunciada pelo crime, mas apelou ao Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) e aguarda julgamento do recurso.

 

 

MOMBAÇA Cotar apreende fuzil 556, submetralhadora e pistolas

 

Patrulhas do Comando Tático Rural (Cotar) realizaram uma operação, na manhã de ontem, que culminou com a apreensão de um fuzil 556 de fabricação americana, um submetralhadora, duas pistolas e munição, na Cidade de Mombaça (296Km de Fortaleza). Na ação policial, que foi baseada em uma investigação feita pelo grupo de policiais militares especializados, uma adolescente de 17 anos também foi detida. Munidos com mandados de busca e apreensão, os PMs começaram os trabalhos pela residência de uma das pessoas suspeitas de praticar crimes na região, conhecida pela apelido de ‘Miguelzinho’. Na casa dele, localizada, no bairro Parque da Paz, foi encontrado um fuzil de calibre 556, de fabricação americana; uma pistola 24/7 calibre 40; uma submetralhadora calibre 9 milímetros; 155 munições de calibre 556; 67 munições de calibre 9 milímetros; 50 munições de calibre 38; 45 munições de 38; 10 munições de ponto 40; dois carregadores; cocaína e 872 gramas de pasta base. Fugiu ‘Miguelzinho’, que seria o suposto dono do material, não estava em casa, no momento em que os policiais fizeram a vistoria. A companheira dele, de 17 anos, foi apreendida e levada para a Delegacia local para prestar esclarecimentos. Em outro endereço visitado, a Polícia encontrou uma pistola, calibre 380, municiada; e um carregador. A pistola estava em um sítio e o homem que respondia pelo local, estava dormindo e disse não saber da existência da arma no local. Ele foi detido e, posteriormente, liberado por falta de indícios e por alegar que a arma não era dele. Os policiais do Cotar suspeitam que o verdadeiro dono da pistola tenha fugido, no momento em que a Polícia chegou, levando outra arma. Todo o material apreendido pelos policiais militares foi trazido para a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), em Fortaleza. O procedimento foi realizado na Especializada. A Polícia Civil agora vai investigar se o armamento estava sendo utilizado por quadrilhas em ataques a estabelecimentos bancários no Interior.

 

 

MORTE DE MULHERES Polícia elucida triplo homicídio

 

O delegado titular de Horizonte, Kim Barreto, apresentou o desfecho do triplo homicídio ocorrido na última quinta-feira, naquela Cidade, que vitimou três mulheres, que trabalhavam em uma funerária e ótica. Dois homens foram presos e confessaram participação no caso. De acordo com o delegado, os dois suspeitos eram internos de uma comunidade terapêutica, que recebia dependentes químicos e ex-presidiários, instalada em uma casa alugada, a cerca de 100 metros de onde os corpos foram achados. Diego Gonçalves, 25, e Rony Gomes Leandro de Oliveira, 20, presos anteriormente por assaltos e homicídio, negaram, inicialmente, serem os autores das mortes, mas diante das evidências periciais confessaram. Kim Barreto disse que Diego teria visto quando Cristiele Costa de Sousa, 17; Maria Janaína dos Santos Nunes, 18; e Márcia dos Santos Alves, 35, passaram pela estrada da localidade de Canavieiras, em Horizonte. “Diego viu quando as três mulheres passaram e convidou Rony para assaltá-las”. Armados com uma faca, os dois abordaram o trio. Cristiele, Janaína e Márcia foram levadas para dentro do matagal, e teriam recebido ordens de Diego para que tirassem suas roupas e acabaram sendo violentadas. Depois disto, foram agredidas com pauladas na cabeça até a morte. Elucidação Sete suspeitos foram ouvidos e submetidos a exames. Cinco deles foram dispensados e, após vários depoimentos, Rony confessou, afirmando que a iniciativa de cometer os estupros foi de Diego, que, por sua vez, disse que a culpa é do comparsa”. Os dois foram autuados por estupro e latrocínio (roubo seguido de morte). Os objetos subtraídos das vítimas ainda não foram encontrados pela Polícia.

Fonte;DN



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.