SÃO GONÇALO DO AMARANTE RN-Vice de Fátima pede cautela na divulgação de dados sobre rombo nas contas do Estado


José Aldenir / Agora RN

Antenor Roberto (PCdoB), vice-governador eleito do RN
Loading...

O vice-governador eleito do Rio Grande do Norte, Antenor Roberto (PCdoB), pediu cautela aos integrantes da comissão de transição do governo eleito quanto à divulgação de informações sobre a situação das contas públicas do Estado. De acordo com ele, é preciso ter “responsabilidade” para lidar com os dados e evitar “ficar no alarde”.

“Essas notícias, algumas já amparadas em documentos, precisam ser formalizadas. Nós, que formamos a equipe de transição do governo eleito e vamos nos relacionar com os designados pelo governador atual, temos de ter responsabilidade para lidar com essas informações. São informações que têm a sua natureza pública, mas precisam ser adequadamente manuseadas”, disse Antenor.

Em entrevista à 94 FM na segunda-feira, o atual vice-governador, Fábio Dantas (PSB), previu um início de governo difícil para a gestão de Fátima Bezerra. Segundo Fábio, a próxima governadora vai herdar um déficit público perto de R$ 2 bilhões por ano, o que vai exigir arrocho nas contas. “Seu namoro com os eleitores será curto”, disse o vice.

Em aparente crítica ao atual vice-governador, Antenor Roberto afirmou que “não podemos propalar o alarde”. “É preciso que a gente apresente os números dentro do contexto da legislação própria que rege o orçamento e as finanças públicas. Temos de levar em conta também a Lei de Responsabilidade Fiscal. Existe um arcabouço legal que vai circundar a questão financeira. Precisamos falar com base em informações oficiais”, declarou.

Na Assembleia Legislativa para uma visita de cortesia nesta terça-feira, 6, Antenor Roberto elogiou a iniciativa da Comissão de Finanças da Casa de delegar ao deputado estadual Fernando Mineiro (PT), correligionário de Fátima, a relatoria do projeto de orçamento de 2019 – que foi enviado pela gestão de Robinson Faria (PSD), mas será executado pelo governo eleito.

“É uma sinalização importante. Temos de respeitar a iniciativa legislativa. É permitir que, além de nomear uma equipe de transição, a governadora possa se aproximar do conteúdo da lei orçamentária – sobre a previsão de investimentos e previsão de receitas e despesas – com a maior realidade possível”, concluiu.

SÃO GONÇALO DO AMARANTE RN-Vice de Fátima pede cautela na divulgação de dados sobre rombo nas contas do Estado
Avalie esta postagem



Loading...

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *