SÃO GONÇALO DO AMARANTE RN-‘Fátima vai encontrar cenário desolador’, diz sindicalista sobre Administração Indireta


documento que retrata o cenário dos órgãos

Divulgação / SINAI-RN

Santino Arruda, presidente do Sinai-RN

O Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do Rio Grande do Norte (Sinai-RN) apresentou na última quarta-feira, 12, no gabinete de transição da governadora eleita Fátima Bezerra (PT), um relatório que retrata a situação atual dos órgãos potiguares.

De acordo com Santino Arruda, presidente do Sindicato, o documento não trouxe nenhuma reivindicação ao próximo governo, apenas buscou destrinchar a situação precária (segundo ele) que vivem as autarquias, fundações e empresas que compõem o grupo no Rio Grande do Norte.

“Entregamos um relatório que conta detalhes da situação atual dos órgãos da Administração Indireta do nosso Estado. Hoje, passamos por um cenário complicado cuja solução é muito difícil. Justamente por saber dessa dificuldade, adiantamos para a governadora eleita que ela vai encontrar um cenário desolador”, explicou.

Entre as situações que o Sinai elencou e que se enquadram no que foi dito por Santino está o fato de que, ainda segundo ele, a Emater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural) possui hoje em seu quadro uma grande quantidade de trabalhadores bolsistas. “São pessoas que não tem compromisso efetivo com o órgão”, completou

Além do retrato dos órgãos, o documento também abordou as pretensões da categoria sobre a data-base do funcionalismo e o piso salarial para a categoria. Atualmente, só há no Estado definição de teto, ou seja, valor máximo a ser pago para os funcionários que compõem os órgãos.



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.