PERNAMBUCO RN-De volta à Nova Jerusalém, Renato Góes define Jesus como um homem ‘cheio de humanidade, amor e força’


Renato Góes interpreta Jesus pela primeira vez em Nova Jerusalém (Foto: Joalline Nascimento/G1)Renato Góes interpreta Jesus pela primeira vez em Nova Jerusalém (Foto: Joalline Nascimento/G1)

Renato Góes interpreta Jesus pela primeira vez em Nova Jerusalém (Foto: Joalline Nascimento/G1)

Loading...

De volta à Nova Jerusalém, o ator pernambucano Renato Góes foi o escolhido para interpretar Jesus Cristo na temporada 2018 da Paixão de Cristo.

Renato já havia participado do espetáculo como o apóstolo João, papel que, segundo ele, “abriu portas” para a carreira.

Ao G1, o ator falou sobre religião, diferenças entre atuar na TV e no teatro, além de como ele constituiu o personagem.

Você interpretou o apóstolo João por alguns anos em Nova Jerusalém. Como é estar de volta depois de oito anos e, agora, no papel de Jesus?
Com certeza é um grande prêmio, o maior deles. Não só pelo valor que ele tem e que eu sei que tem para todos que vêm assistir, como também o valor especial que ele tem para mim. É um espetáculo que mudou a minha vida, que me revigorava sempre que eu vinha aqui para conseguir passar todo o ano de batalhas, atrás dos meus ideais. Também é um espetáculo que me abriu portas. Eu vivi cinco anos aqui, aprendi com os atores. As pessoas que estão aqui, e as que estiveram, deixaram esse prêmio muito mais especial. Estar aqui é um grande presente da vida, e eu estou fazendo Jesus com muito amor.

Como é a sua relação com a religião?
Minha relação com a religião é católica. Eu tenho um altar em casa, e alguns amigos sempre me falaram de outras religiões. Eu tenho muita vontade de aprender sobre as outras religiões, de outros lugares, mas minha base é católica. Quando não dá para ir nas quintas-feiras, eu vou à missa aos domingos.

Conta um pouco sobre as diferenças entre atuar na TV e em um teatro a céu aberto.
São coisas muito diferentes. A mágica que acontece aqui não se encontra em lugar nenhum. O que não dá para comparar é: se você vai fazer um filme, é uma experiência, uma novela é outra experiência, uma série é outra, e o teatro também é outra. Cada um tem a sua magia, a sua dificuldade. Na TV, por exemplo, você tem que manter um mesmo personagem por oito ou dez meses com a mesma intenção. Se você está triste ou feliz em casa, e o personagem está diferente disso, todos os dias você tem que vencer o que você está sentindo para abraçar o personagem. Aqui, você precisa viver, durante 15 dias, personagens que representam a sua vida, que te motivam, que te fazem caminhar. Então, a dificuldade aqui é entender a grandeza e saber se dar, se doar por completo tanto para os seus personagens quanto para as pessoas que estão aqui.

E como está sendo o Jesus de Renato Góes?
Eu pensei em trazer um Jesus humano, que está brigando por todos. E esses todos não são só aqueles que estão ao redor dele, mas as gerações que viriam e que talvez nem ele, naquele ato de grandeza, tivesse a noção do alcance daquilo. Jesus foi um homem humano, que estava ali, de pé no chão, com o pé rachado. Ele sofreu, fez jejum, e tudo isso pelos outros. Então, ele é esse homem, cheio de humanidade, amor e força. Ao mesmo tempo em que é manso e humilde de coração, veio para colocar fogo à Terra. Foi isso que eu quis trazer aqui. Minha preparação foi estar com o coração aberto esses anos todos para captar o que é isso aqui, junto com entender o que eu poderia colaborar para dar uma vida diferente ao, talvez, personagem mais representado na história, e o mais representativo.

E qual a mensagem você deseja passar para quem te viu em cena como Jesus Cristo?
Como eu trabalho longe da minha família e dos meus amigos há muito tempo, por um ideal, por um trabalho, eu falo de crença e esperança. Que nunca se desista, que saiba quais são seus ideais, onde se quer chegar. Amor, foco, respeito, olhar para os outros, tudo isso é o que temos aqui para deixar como mensagem.

PERNAMBUCO RN-De volta à Nova Jerusalém, Renato Góes define Jesus como um homem ‘cheio de humanidade, amor e força’
Avalie esta postagem



Loading...

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *