NATAL RN-Três homens e uma mulher são mortos a tiros em chacina na Zona Oeste de Natal Crime aconteceu na madrugada desta terça-feira (2) na comunidade do Mosquito, às margens do Rio Potengi.



Quatro pessoas foram assassinadas em chacina ao lado da linha do trem na comunidade do Mosquito, na Zona Oeste de Natal. — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

Quatro pessoas foram assassinadas em chacina ao lado da linha do trem na comunidade do Mosquito, na Zona Oeste de Natal. — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

Três homens e uma mulher com idades entre 23 e 26 anos foram assassinados a tiros em uma chacina que aconteceu na madrugada desta terça-feira (2) na comunidade do Mosquito, localizada às margens do Rio Potengi, na Zona Oeste de Natal. Segundo a polícia, o crime aconteceu entre 3h e 4h.

Homens armados entraram na comunidade, invadiram casas, além de uma igreja evangélica. As quatro vítimas foram tiradas de casa levadas até uma rua ao lado da linha de trem que passa pela localidade, onde todas foram executadas, algumas com tiro na cabeça.

Policiais guardam local de crime na comunidade do Mosquito, na Zona Oeste de Natal, onde aconteceu uma chacina na madrugada desta terça (2). — Foto: Keber Teixeira/Inter TV Cabugi

Policiais guardam local de crime na comunidade do Mosquito, na Zona Oeste de Natal, onde aconteceu uma chacina na madrugada desta terça (2). — Foto: Keber Teixeira/Inter TV Cabugi

As vítimas foram identificadas como:

  • Alice de Melo Silva, de 23 anos
  • Josenildo Paulino da Silva, de 24 anos
  • Thiago Fabrizio Santana da Silva, de 25 anos
  • Tiago José da Silva, de 26 anos

 

Thiago Fabrizio Santana da Silva, de 25 anos, usava tornozeleira eletrônica.

Documentos de identidade de três das quatro vítimas mortas em chacina na comunidade do Mosquito, na Zona Oeste de Natal. — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

Documentos de identidade de três das quatro vítimas mortas em chacina na comunidade do Mosquito, na Zona Oeste de Natal. — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

Ninguém soube informar à polícia a quantidade de criminosos envolvidos no crime. Após a chacina, a polícia foi acionada ao local e a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil deu início à investigação sobre o caso.

A motivação do crime ainda será investigada, mas segundo policiais militares pode ter relação com a disputa entre facções criminosas que atuam no tráfico de drogas.

O Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) enviou equipes ao local para dar início à perícia e recolher os corpos das vítimas.

Carros da Polícia Militar na comunidade do Mosquito, após chacina na madrugada desta terça-feira (2) — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

Carros da Polícia Militar na comunidade do Mosquito, após chacina na madrugada desta terça-feira (2) — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

Vídeos mais assistidos do G1 Rio Grande do Norte

 

200 vídeos

Governadora anuncia toque de recolher entre medidas do novo decreto

Governadora do RN toma novas medidas de combate à pandemiaDecreto de Natal com restrições começou a valer hoje

Veja também

Diário TV 1ª Edição

Mogi registra 100% de ocupação nos leitos UTI; prefeito coloca cidade em fase vermelha

A UnicaFisio e o Hospital de Brás Cubas, que juntos somam 54 leitos de UTI e 79 de enfermaria estão lotados. O Condemat voltou a cobrar do Governo do Estado a ampliação de vagas nos hospitais públicos.

2 de mar de 2021 às 12:00

PróximoPolícia Civil e MP desarticulam esquema de roubo de petróleo, no RJ
Mais do G1



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.