MACAÍBA RN-Bastidores do consumo interno


Na corrida para influenciar os eleitores, alguns candidatos tentam de tudo: esquentes, fake news, marketing agressivo, apoios de toda sorte e pesquisas.

Nos últimos dias, um fato chamou a atenção dos observadores políticos.

Houve pesquisas nas ruas da cidade, mas não foram divulgadas pelos seus contratantes.

Ao que parece, o resultado não foi muito bom para quem pagou as referidas pesquisas.

A mudança no comportamento de alguns pré candidatos foi notória. Observadores dão conta até de possíveis composições e outros pré candidatos tiveram que sair do isolamento imposto pela pandemia, botou sua máscara e foi à luta, em busca do percentual perdido.

Há um consenso dos especialistas de que a melhor pesquisa é o sentimento popular, Nesse aspecto não tem jeito, ou o candidato vai para o olho no olho ou ficará esperando um milagre dos marqueteiros.

Fica cada dia mais evidente que o povo macaibense ainda reage melhor ao corpo a corpo.

Quem praticou isso antes, saiu muito na frente e pode ser determinante no pleito.

Por Carlos Santos



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.