FOTOS IMAGENS- TEM QUE PASSAR O BRASIL A LIMPO-Empresários são presos suspeitos de fraudar licitações no Paraná e Santa Catarina Grupo é suspeito de agir em licitações de dedetização e limpeza de caixas d’água, combinando previamente os valores que seriam ofertados na disputa; ação ocorreu nesta segunda-feira (10).



Empresários são presos suspeitos de fraudar licitações públicas no Paraná e Santa Catarina — Foto: Divulgação/Polícia CivilEmpresários são presos suspeitos de fraudar licitações públicas no Paraná e Santa Catarina — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Empresários são presos suspeitos de fraudar licitações públicas no Paraná e Santa Catarina — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Dois empresários de Curitiba, que atuavam no ramo de dedetização, foram presos preventivamente, nesta segunda-feira (10). Conforme a Polícia Civil, eles são suspeitos de fraudes em licitações públicas em municípios do Paraná e Santa Catarina.

Doze mandados de busca e apreensão também foram cumpridos. Veja mais abaixo os municípios.

De acordo com a polícia, o grupo é suspeito de agir, há alguns anos, em licitações de serviços de dedetização e limpeza de caixas d’água, combinando previamente os valores que seriam ofertados na disputa.

Desta forma, seriam violados os objetivos das concorrências públicas, que buscam assegurar a igualdade de oportunidades entre os participantes e o menor valor para o poder público.

Grupo é suspeito de agir em licitações de dedetização e limpeza de caixas d'água, combinando previamente os valores que seriam ofertados na disputa — Foto: Divulgação/Polícia CivilGrupo é suspeito de agir em licitações de dedetização e limpeza de caixas d'água, combinando previamente os valores que seriam ofertados na disputa — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Grupo é suspeito de agir em licitações de dedetização e limpeza de caixas d’água, combinando previamente os valores que seriam ofertados na disputa — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Segundo os investigadores, os participantes que se negavam a participar do esquema eram ameaçados e até agredidos.

O grupo praticou crimes de fraudes em licitações, corrupção ativa e associação criminosa, conforme a Polícia Civil. As investigações duraram mais de seis meses.

12 mandados de busca

Além dos mandados de prisão preventiva, foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão em endereços relacionados à empresas envolvidas nas fraudes.

  • Curitiba: Dois mandados de prisão preventiva e seis de busca e apreensão;
  • São José dos Pinhais: Um mandado de busca e apreensão;
  • Fazenda Rio Grande: Um mandado de busca e apreensão;
  • Paranaguá: Três mandados de busca e apreensão;
  • Ponta Grossa: Um mandado de busca e apreensão.

Foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão em endereços relacionados à empresas envolvidas — Foto: Divulgação/Polícia CivilForam cumpridos 12 mandados de busca e apreensão em endereços relacionados à empresas envolvidas — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão em endereços relacionados à empresas envolvidas — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

2
COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

RECENTES

POPULARES

  • Vralthoff

    HÁ 17 HORAS

    Um sonho seria ver os fraudadores da reforma da ponte atrás das grades…Tubarões gordos…..

Veja também

Bom Dia Brasil

Rio Tietê transborda e invade ruas em Salto, interior de São Paulo

O interior de São Paulo foi fortemente atingido pelas chuvas. Em Salto, a situação ainda é muito difícil na manhã desta terça-feira (11). A Defesa Civil está monitorando todo o trecho do Rio Tietê e já avisou famílias que vivem às margens para que deixem as casas.

11 de fev de 2020 às 08:10

PróximoHomem que estava em caminhão, em Botucatu (SP), está desaparecido

Mais do G1



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.