FOTOS IMAGENS-Suspeito de matar a companheira foge, bate carro e morre carbonizado no Paraná, diz polícia


Suspeito de matar a companheira foge, bate carro e morre carbonizado no Paraná


Suspeito de matar a companheira sofreu acidente durante a fuga, no sudoeste do Paraná — Foto: PRE/Divulgação

Suspeito de matar a companheira sofreu acidente durante a fuga, no sudoeste do Paraná — Foto: PRE/Divulgação

Um homem, de 54 anos, morreu carbonizado após o carro dele pegar fogo na PR-281, em Salto do Lontra, no sudoeste do Paraná, no domingo (29). Segundo a Polícia Militar (PM), ele é suspeito de ter matado a companheira, de 25 anos, pouco tempo antes do acidente.

De acordo com a PM, o carro do suspeito bateu contra uma árvore durante a fuga do local do crime. Testemunhas relataram à polícia que o homem atirou contra a vítima durante uma discussão em uma casa noturna, em Realeza, também no sudoeste.

Conforme a polícia, o suspeito atirou pelo menos duas vezes contra a companheira. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado, mas a jovem morreu no local.

A PM informou que soube do acidente do suspeito enquanto atendiam a ocorrência da vítima.

Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), com a batida, o carro ficou destruído pelo fogo às margens da rodovia.

Os corpos foram levados para o Instituto Médico-Legal (IML) de Francisco Beltrão, também no sudoeste.

VÍDEOS: Monitor da Violência

 

20 vídeos

Brasil tem aumento de 7% em mortes decorrentes de ações da polícia

Número de pessoas mortas pela polícia cresce no Brasil em 2019Número de feminicídios cresce mais uma vez no Brasil

Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.

Veja também

JAM 2ª edição

Funcionários do Detran são flagrados em aglomeração em Manaus

28 de nov de 2020 às 20:19

PróximoHarpia, uma das maiores aves do mundo, sofre impactos do desmatamento em Rondônia
Mais do G1
Freio na flexibilização
Anúncio foi feito menos de 24 horas após as eleições. Mudança amplia restrições a comércio, restaurantes e academias.
Homenagem em SP
‘Por que a vida do meu irmão valeu tão pouco?’, lamenta a enfermeira Tatiane Benfati.
Resgate no oceano
Stuart Bee, de 62 anos, estava desaparecido há pelo menos 24 horas.
Foto: (Reprodução/Redes Sociais)
Combate à pandemia
Cidade enfrenta alta de casos e fila por leitos de Covid no SUS.

40 seg

Prefeito nega que medidas contra a Covid tenham sido pautadas pela eleição.

8 min

Crimes cibernéticos
PF tenta esclarecer relação do grupo com um hacker português preso no sábado.
Encontro do ‘Dia da Amizade’
Presidentes de Brasil e Argentina têm relação marcada por hostilidades.

, diz polícia



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.