FOTOS IMAGENS-Em áudio, motoboy descreve briga no trânsito antes de ser baleado e morto em Barretos, SP



Em áudio, motoboy descreve briga no trânsito antes de ser baleado e morto em Barretos, SP
G1 EPTV

Loading...
–:–/–:–

Em áudio, motoboy descreve briga no trânsito antes de ser baleado e morto em Barretos, SP

Em áudio, motoboy descreve briga no trânsito antes de ser baleado e morto em Barretos, SP

Em um áudio enviado aos colegas de trabalho antes de ser baleado e morto em Barretos (SP), o motoboy Matheus Silva, de 21 anos, descreveu a confusão no trânsito com o suspeito, ação que teria motivado o crime. O jovem afirmou que se envolveu em uma briga após ser fechado em um cruzamento por um motociclista e relatou que deixou o local após ter sido ameaçado.

Matheus morreu na segunda-feira (5) ao ser baleado duas vezes no peito, enquanto fazia uma entrega. Câmeras de segurança registraram o momento em que ele foi atingido pelos disparos à queima-roupa.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito é Paulo Ricardo Tiedrick. O advogado dele procurou a delegacia e o rapaz deve se apresentar nos próximos dias. O G1 não conseguiu localizar a defesa para comentar o assunto.

Motoboy é morto a tiros após briga no trânsito em Barretos, SP
G1 EPTV

–:–/–:–

Motoboy é morto a tiros após briga no trânsito em Barretos, SP

Motoboy é morto a tiros após briga no trânsito em Barretos, SP

Entregador foi morto a tiros no meio da rua em Barretos, SP — Foto: Reprodução/Câmeras de segurançaEntregador foi morto a tiros no meio da rua em Barretos, SP — Foto: Reprodução/Câmeras de segurança

Entregador foi morto a tiros no meio da rua em Barretos, SP — Foto: Reprodução/Câmeras de segurança

No áudio postado em um grupo no Whatsapp, Matheus afirmou que seguia pela Avenida Professor Roberto Frade Monte e que sinalizou a conversão para a Rua Três. Ele disse que o motociclista que estava atrás ignorou a seta e o xingou.

“Eu não sei se ele era motoboy, não, se estava fazendo freelancer. Estava com caixa de entrega, tio. Eu descendo a Frade Monte, tá ligado, eu fui virar ali na Rua Três para entrar para o América. Eu dando seta que ia virar e o maluco saiu me xingando, falando que eu fechei ele.”

Matheus disse que resolveu ir atrás do motociclista para tirar satisfação e que os dois pararam em frente a um restaurante.

“Ele veio por a mão no meu peito e eu dei um murro na cara dele. Nós levantamos e saímos trocando ideia lá. Ele dava uma bicuda e saía correndo, querendo bater, mas estava com medo, tá ligado? Aí ele pegou e falou que marcou as minhas tatuagens e que depois vai trocar uma ideia comigo.”

Matheus Silva, de 23 anos, morreu após ser baleado no meio da rua em Barretos, SP — Foto: Reprodução/FacebookMatheus Silva, de 23 anos, morreu após ser baleado no meio da rua em Barretos, SP — Foto: Reprodução/Facebook

Matheus Silva, de 23 anos, morreu após ser baleado no meio da rua em Barretos, SP — Foto: Reprodução/Facebook

Na sequência, Matheus disse que o homem entrou no restaurante e que os clientes e funcionários o mandaram deixar o local.

“Ele entrou para dentro do restaurante pra pegar uma faca, não sei se foi faca que ele foi tentar pegar lá. Aí o povo do restaurante pegou ele e mandaram eu vazar. Eu montei na moto e saí correndo, vazado. Eu saí vazado, mas ele veio com essas ameaças. Agora eu quero saber quem é.”

Momentos após mandar o áudio, o motoboy foi abordado pelo suspeito no cruzamento da Rua 26 com a Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, no bairro Jardim Fortaleza. No vídeo feito pelas câmeras de segurança é possível ver quando o rapaz para a moto, saca uma arma e atira contra Matheus. Sem chance de reação, ele cai ferido no chão e ainda recebe um chute do atirador.

Matheus Silva, de 21 anos, foi morto e baleado à queima-roupa em Barretos (SP) — Foto: Reprodução/EPTVMatheus Silva, de 21 anos, foi morto e baleado à queima-roupa em Barretos (SP) — Foto: Reprodução/EPTV

Matheus Silva, de 21 anos, foi morto e baleado à queima-roupa em Barretos (SP) — Foto: Reprodução/EPTV

Segundo a mãe de Matheus, testemunhas relataram que o jovem levava a arma em uma pochete e que não atirou no momento da briga porque ela estava descarregada. No entanto, ele seguiu a vítima e a atacou mais adiante. O motoboy morreu a caminho do hospital.

“O pessoal do restaurante segurou eles, separou a briga. A moça viu ele mexendo na pochete, ela mandou meu menino embora. A pessoa falou ‘vai embora, meu filho, porque isso aí acaba em morte’. Ele saiu atrás seguindo meu filho”, diz a comerciante Nilza Cristina da Silva.

O suspeito foi identificado no mesmo dia do crime, mas a polícia não conseguiu localizá-lo. A expectativa é que ele se apresente e preste esclarecimentos sobre o crime para o andamento do inquérito.

*Sob a supervisão de Thaisa Figueiredo

FOTOS IMAGENS-Em áudio, motoboy descreve briga no trânsito antes de ser baleado e morto em Barretos, SP
Avalie esta postagem



Loading...

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *