FOTOS IMAGENS -Doméstica é suspeita de matar e enterrar patroa em quarto em SP


c8620af76537b3e7eb986380b3e601443fa39418

ELEIÇÕES 2014

Veja os números da apuração em todo o país na central da apuração

CONFIRA

08/10/2014 07h35 – Atualizado em 08/10/2014 08h20

Doméstica é suspeita de matar e enterrar patroa em quarto em SP

Terezinha Barbosa, de 57 anos, foi encontrada pela polícia na última terça.
Empregada doméstica confessou o crime e disse que roubou R$ 5 mil.

Do G1 Santos

Uma aposentada de Itanhaém, no litoral de São Paulo, foi encontrada, na noite desta terça-feira (7), enterrada em um quarto da própria casa dois meses após ter desaparecido. Terezinha Barbosa, de 57 anos, estava desaparecida há dois meses. A empregada doméstica de Terezinha confessou à polícia que enterrou a patroa e que participou do crime.

Mulher foi encontrada dentro de um buraco em casa (Foto: Reprodução/TV Tribuna)Mulher foi encontrada dentro de um buraco em
casa (Foto: Reprodução/TV Tribuna)

Terezinha estava desaparecida desde o começo de agosto. De acordo com o delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Douglas Borguez, o crime foi premeditado pela funcionária da vítima. “Ela estava embaixo da terra, em uma profundidade de aproximadamente 1,5 metro. Só o laudo vai dizer a causa da morte. Ela pode ter sido envenenada. O autor teve o cuidado de colocar o cal e de cimentar. Foi uma atitude premeditada”, diz.

A única filha da aposentada mora em São Paulo e vinha à região apenas poucas vezes. Ela registrou um Boletim de Ocorrência um mês depois de não conseguir falar com a mãe. Em depoimento a polícia, a filha contou que não encontrou os cartões de crédito, o carro e os dois cachorros pertencentes à Terezinha.

A empregada foi detida e confessou que sacou R$ 5 mil da conta da aposentada. O delegado descarta a tese do desaparecimento e acredita que outras pessoas participaram da morte. “Trabalhamos com a hipótese de homicídio ou latrocínio. A autora já responde, desde o início, por uma ocultação de cadáver”, finaliza.

A Polícia Civil de Itanhaém deve pedir, nos próximos dias, a quebra de sigilo bancário da aposentada. A empregada doméstica foi liberada, mas deve responder pelo crime de ocultação de cadáver.

Buraco foi cavado pela polícia (Foto: Divulgação / Polícia Militar)Buraco foi cavado pela polícia (Foto: Divulgação / Polícia Militar)
saiba mais



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.