FOTOS IMAGENS-Ao lado da mulher e filha, cabo da PM é assassinado dentro de casa no RN- mandaram eu fazer, então eu vim fazer”,


Ao lado da mulher e filha, cabo da PM é assassinado dentro de casa no RN

Anderson BarbosaDo G1 RN

Cabo J. Neto foi assassinado dentro de casa, em Parelhas (Foto: PM/Divulgação)Cabo J. Neto foi assassinado dentro de casa,
em Parelhas (Foto: PM/Divulgação)

Um cabo da Polícia Militar foi assassinado na madrugada deste sábado (4) em Parelhas, cidade da região Seridó potiguar. José Borges Neto estava dentro de casa, ao lado da mulher e da filha do casal, quando foi baleado. O PM levou tiros no rosto, cabeça e em um dos braços. O assassino, que seria um ex-presidiário, também morreu.

Em contato com o G1, o cabo Humberto Almeida, que também trabalha em Parelhas, contou que o cabo J. Neto e a família estavam dormindo quando o criminoso invadiu a casa. “Disseram que ele entrou pelo telhado, mas isso ainda está sendo apurado. O fato é que ele invadiu a residência e executou o policial. Antes, o assassino ainda disse: mandaram eu fazer, então eu vim fazer”, ressaltou.

“A mulher viu tudo. Já filha, que ficou trancada no quarto dela, foi quem ligou para o 190 e acionou a guarnição. Na fuga, o criminoso ainda fez a mulher do cabo de refém, trocou tiros com os policiais que foram atender a ocorrência e acabou baleado e morto”, acrescentou Humberto.

O homem que matou J. Neto foi identificado apenas como ‘Nico’. Segundo o cabo Humberto, ele teria deixado a prisão a pouco tempo após cumprir pena por homicídio. A arma que estava com ele, um revólver calibre 38, foi apreendida.

FOTOS IMAGENS-Ao lado da mulher e filha, cabo da PM é assassinado dentro de casa no RN- mandaram eu fazer, então eu vim fazer”,
Avalie esta postagem



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: levanyjunior@blogdolevanyjunior.com

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *