Carlos Eduardo e Agnelo Alves vão peitar Henrique Eduardo?


agnelo-carlos-300x234

Por Diógenes Dantas (Portal Nominuto.com)
Que o PDT está em pé de guerra com PMDB, PR e PSB, todo mundo já sabe. A grande dúvida é a reação de Carlos Eduardo Alves. Poucos acreditam que o prefeito de Natal volte atrás na decisão de apoiar Henrique Eduardo Alves.
As bases do PDT ameaçam romper com o bloco que forma o projeto eleitoral de Henrique caso não receba apoios na chapa proporcional – a legenda de Carlos Eduardo almeja eleger um federal e dobrar a representação na Assembleia Legislativa.
O argumento do PDT é que abriu mão de vaga na chapa majoritária em favor de espaços para o legislativo. Falta reciprocidade.
Para contar com o apoio do PDT, Henrique Eduardo Alves se comprometeu em abrir espaços para o partido do prefeito Carlos Eduardo Alves. Mas o que se vê na realidade é o PDT alijado do parlamento. Sem chance de emplacar o federal e correndo riscos na composição da futura AL.
Às vésperas das convenções partidárias, o PDT não recebeu um apoio sequer. Nada do que foi prometido saiu do campo da promessa, não passou das boas intenções.
A principal reclamação dos pedetistas ocorre no projeto para eleger um deputado federal. Henrique Eduardo Alves deu lugar a Walter Alves no PMDB. João Maia, pré-candidato a vice, colocou a irmã Zenaide Maia para disputar a vaga que ocupa em Brasília pelo PR. E Wilma de Faria (PSB) teria compromisso com Rogério Marinho (PSDB).
“Alguém tem de abrir espaços para o PDT, como foi prometido. Senão, vamos ter de reavaliar o apoio para chapa majoritária”, disse o dirigente do PDT.
Setores do PDT Jovem e do PDT Mulher já externaram a insatisfação e querem uma posição firme da cúpula do partido.
Termino o comentário do jeito que eu comecei: a grande dúvida reside na reação de Carlos Eduardo Alves e também de Agnelo Alves.
O componente familiar tem pesado como nunca na opção de Carlos Eduardo no apoio a Henrique.
Fala-se que ele seria grato a Henrique e também a Garibaldi pelas portas abertas do governo federal à administração em Natal.
Pode ser. Mas há quem diga que o compromisso com Henrique Alves foi fechado durante a campanha municipal, quando Carlos Eduardo correu sério risco de de diplomação por conta da cassação imposta pela então formação da Câmara Municipal sob a influência da borboleta Micarla de Sousa.
Comenta-se que o prestígio de Henrique Eduardo em Brasília salvou o mandato de Carlos Eduardo, um pedido do tio Agnelo com a chancela de toda a família Alves naquela ocasião.
Um detalhe: naquela eleição, o candidato do PMDB era Hermano Morais.
Postado por Carlos Santos
Carlos Eduardo e Agnelo Alves vão peitar Henrique Eduardo?
Avalie esta postagem



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: levanyjunior@blogdolevanyjunior.com

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *