ABPGC EM FOCO-Atendimento virtual garante Atenção Primária à Saúde em qualquer ponto do país


SQ

A pandemia provocou crescimento exponencial no uso da teleassistência e abriu espaço para novos serviços, como a oferta de Atenção Primária à Saúde (APS) com acesso facilitado de qualquer localidade, mesmo fora dos grandes centros. Especialista em gestão no segmento de saúde, a AsQ desenvolveu a plataforma APS Virtual, que permite aos pacientes ter acesso a consultas com o médico de família ou enfermeiro; atendimento e acompanhamento remoto pelo concierge de saúde (técnico em enfermagem), e até consultas com nutricionista ou psicólogo – tudo de forma remota.

“A grande vantagem em ter uma Atenção Primária virtual é que, independentemente de onde a pessoa resida, ela poderá ter um profissional corresponsável pela sua saúde”, ressalta Vilma Dias, Diretora de Relações Institucionais e Produtos da AsQ.

Ela explica que a APS virtual segue o mesmo conceito da Atenção Primária à Saúde presencial. A diferença é na forma de contato. “O que buscamos é que todas as pessoas possam ter um profissional que coloque a pessoa no centro do cuidado junto com sua família, trabalhando, com todos, as metas para buscarem melhor nível de saúde e não apenas atender quando já doentes”, diz Vilma.

Dados da pesquisa Demografia Médica no Brasil 2020, feita em parceria do Conselho Federal de Medicina com a Faculdade de Medicina da USP, indicam que persiste no país um obstáculo antigo ao acesso das pessoas a serviços médicos: a concentração de profissionais nos grandes centros. O levantamento mostra que 48 cidades brasileiras com mais de 500 mil habitantes concentram 30% da população e 60% dos médicos do País. Por outro lado, em 3.800 municípios com até 20 mil habitantes estão distribuídos 14 mil médicos – uma média pouco inferior a quatro profissionais por localidade.

Coordenadora de Atenção Primária à Saúde da AsQ, Ana Carolina Custódio diz que a Atenção Primária é a forma ideal de entrada para ações de cuidado com a saúde, organizando uso dos recursos da rede prestadora. O objetivo do atendimento é entender a singularidade de cada caso e definir o direcionamento para o cuidado mais adequado.

“Como diferencial, temos a garantia de um cuidado baseado em evidências científicas fortes e a possibilidade de contato com uma equipe de saúde que trabalha de forma interdisciplinar”.

Por enquanto os serviços da APS Virtual podem ser contratados apenas por empresas dispostas a oferecer o benefício aos colaboradores ou por operadoras de planos de saúde que busquem a solução aos seus beneficiários.

Quer ler mais conteúdos sobre saúde? Acesse o canal A Resposta é Saúde no G1.

 

Leia também

AsQ

Mais do G1



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.