TANGARÁ RN-Curso de Equoterapia possibilita ampliação de terapias para reabilitação de pessoas com deficiência


No Rio Grande do Norte, cerca de 80 mil pessoas possuem algum tipo de deficiência. Destas, pelo menos, a metade tem deficiência severa. E, para buscar o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiências e/ou necessidades especiais, a equoterapia é um método terapêutico e educacional bastante viável e resolutivo. Para difundir as técnicas específicas da equoterapia e capacitar profissionais para atuar na área, o deputado federal General Girão destinou R$ 100 mil para possibilitar a ampliação deste tipo de terapia, que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem multidisciplinar e interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação.

O primeiro passo foi dado na manhã dessa segunda-feira (30) com o início do Curso de Capacitação e Nivelamento de Equipe Técnica dentro do Projeto de Pesquisa ‘Comunicar com Equoterapia – Efeito da Equoterapia na reabilitação de pessoas com transtorno do espectro autista’. A partir deste curso, que será realizado até este sábado (4), profissionais serão capacitados para trabalhar na área.

“Desde que nós tive conhecimento sobre este tipo de terapia, me propus a apoiar. Quando destinei a emenda no valor de R$ 100 mil para a ANDE-Brasil, cuja sede é em Brasília, fui bastante criticado. No entanto, estes recursos tinham que ser destinados à sede para ser aplicado aqui, em nosso Estado, como está sendo agora. Já pude ver de perto crianças participando da equoterapia e é impressionante como os olhos delas brilham ao ver os cavalos e como isso pode contribuir com o desenvolvimento delas. Sonho que se sonha junto tem muito mais força. Então, nós buscamos recursos para realizar este curso que está recebendo pessoas de todo o Rio Grande do Norte e de estados vizinhos, o que mostra a importância desta área. Temos milhares de pessoas com deficiências severas em nosso Estado e que podem ser beneficiadas com a Equoterapia. Que este seja o primeiro de muitos cursos que teremos. Contem conosco para continuar ajudando esse trabalho tão importante de inclusão social”, pontua o General Girão.

O presidente da Associação Nacional de Equoterapia (ANDE-Brasil), Coronel Dornelles, agradeceu ao empenho do General Girão. “Este é um projeto muito desejado por todos nós e, dificilmente, nós estaríamos aqui se não fosse a emenda do General Girão. Em João Pessoa, no estado vizinho, nós já estamos no 10ª curso. Aqui estamos apenas iniciando, mas com a expectativa de avançarmos bastante. O Exército Brasileiro está fazendo Equoterapia em várias unidades do Brasil, bem como algumas polícias e nós estamos muito gratos por darmos este pontapé com este curso”, afirmou o Coronel Dornelles.

Para o presidente da Associação dos Cavalos Quarto de Milha do RN, Leonardo Dias, abraçar a equoterapia é contribuir para um mundo melhor. “Trabalhar com a melhoria da qualidade de vida das pessoas é muito gratificante e foi para buscar a realização de um sonho que era de ver o cavalo sendo utilizado na melhoria da qualidade de vida da população que busquei o General Girão. Sei que o deputado foi muito criticado por esta emenda, mas hoje ela significa o primeiro passo para algo que pode modificar a vida de tantas e tantas pessoas”, garante Leonardo Dias.

Mãe do adolescente Miguel Ângelo, atualmente com 15 anos, Luzinete Soares participou da abertura do curso e falou da importância do projeto no desenvolvimento do seu filho. “Miguel foi da primeira turma de alunos do projeto de Equoterapia em Macaíba. Ele chegou ao projeto com 9 anos e falava muito pouco, quase nada. Mas aquilo foi um divisor de águas na vida dele. Muitas pessoas que conheço, muitas mães, gostariam de levar seus filhos para a Equoterapia. Isso aqui abre um leque de oportunidades. Para alguns, o animal é o único amigo que eles têm. E eles têm dificuldade de se comunicar. Por isso, quero parabenizar a todos que estão envolvidos para possibilitar esse curso e agradecer por acreditarem nesse sonho”, enfatizou a mãe de Miguel.



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.