Reflexão; mensagem no salmo 125


download (18)

AÇÃO, REAÇÃO E PROTEÇÃO

*Pr. Edivaldo Rocha

“Os que confiam no Senhor são como o monte Sião, que não se abala, firme para sempre. Como em redor de Jerusalém estão os montes, assim o Senhor, em derredor do seu povo, desde agora e para sempre. O cetro dos ímpios não permanecerá sobre a sorte dos justos, para que o justo não estenda a mão à iniqüidade. Faze o bem, Senhor, aos bons e aos retos de coração. Quanto aos que se desviam para sendas tortuosas, levá-los-á o Senhor juntamente com os malfeitores. Paz sobre Israel!” (Sl 125)

Hoje refletiremos sobre as verdades de Deus descritas no salmo 125. Salmo que foi escrito por um homem que tinha sua confiança alicerçada no Deus altíssimo. As linhas do salmo ainda hoje inspiram os compositores musicais a declamar verdadeiros versos de adoração a esse Deus que protege e mantém de pé o seu povo.

Este salmo era cantado pelos fiéis que vinham em romarias para cultuar no Templo do Senhor em Jerusalém. Tais linhas nos apresentam pelo menos três lições que intitularei de ação, reação e proteção.

  • AÇÃO

A primeira lição que a palavra no ensina fala da ação do povo de Deus, quando este deposita sua confiança em Deus.

Imagino que o salmista escreveu as primeiras linhas deste salmo quando contemplava o povo que chegava à Jerusalém para cultuar a Deus. O povo ao ver o monte Sião se regozijava com o significado do seu nome: fortaleza.

Fortaleza: era o que Sião representava para o povo. Pois nele foi construído o templo do Senhor. O salmista descreve que quando povo confia no seu Deus, esse povo é inabalável com é o monte Sião. Este povo resiste firme como uma montanha e nada o abalará.

Quando o crente confia, ele se torna uma verdadeira fortaleza na linguagem do salmista. E o que isso representa? Representa que quando os ataques vem, o crente permanece de pé, firme e inabalável como um monte.

Hoje algumas pessoas se abalam e até caem ante as dificuldades, demonstrando um reflexo de falta de confiança em Deus. Alguns crentes se esquecem que é Deus que mantém o crente firme: “porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade” (Fl 2:13).

E confiar em Deus é deixar sem reservas que ele faça em nossas vidas o que ele quer fazer.

Confiar plenamente em Deus o nível mais alto de nossa fé e isso nos garante que sejamos como o monte Sião, que não se abala, mas permanece para sempre.

  • REAÇÃO

O apóstolo Paulo diz na sua carta aos efésios 6:12 que “a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes”.

Essa afirmativa nos leva a entender bem o que o salmista escreve nos versos 3 e 5 do salmo, que diz: “O cetro dos ímpios não permanecerá sobre a sorte dos justos, para que o justo não estenda a mão à iniqüidade. Quanto aos que se desviam para sendas tortuosas, levá-los-á o Senhor juntamente com os malfeitores”.

Todos nós sabemos que pela incredulidade do mundo Jesus não agradou a todos. Nós como crentes não estamos livres dessa realidade. Volta e meia somos atacados por pessoas que nem sabemos ao certo o porquê estão sendo hostis conosco. A inveja, o egoísmo e a despeita são os sentimentos que muitas vezes alimenta aqueles que nos atacam.

Creio que esta reação que sofremos por sermos servos é fruto da batalha espiritual descrita pelo apóstolo Paulo no texto de efésios acima. Contudo, vejo como também expressa o salmista, que esta reação por mais maldosa que seja não abalará os que confiam no Senhor. Pois o próprio Senhor no tempo apropriado colocará por terra o cetro dos ímpios e colocará a margem àqueles que maquinam o nosso mal.

  • PROTEÇÃO

Depois de analisar essas duas primeiras lições, resta-nos apresentar como o salmista descreve esse Senhor. “Como em redor de Jerusalém estão os montes, assim o Senhor, em derredor do seu povo, desde agora e para sempre” (v. 2). Jerusalém é ma cidade protegida pelo relevo montanhoso do Monte das Oliveiras, Monte Moriá e Monte Sião. E a comparação que o salmista faz e que o Senhor é como os montes que envolvem Jerusalém. Montes que ilustram a proteção do Senhor para seu povo que nele confia.

Deus está em volta de seu povo, como montanhas podem estar em volta de uma cidade. As montanhas que servem de escudo protegem a cidade. O Senhor é esse escudo daqueles que confiam na sua provisão. Não obstante fazer o bem àqueles que o amam.

O que mais poderíamos dizer nestas linhas? Apenas, que a confiança no Senhor dá àqueles que nele esperam a certeza que permaneceremos firmes ante as adversidades da vida, que os que maquinam nosso mal serão desviados da nossa presença pelo próprio Deus que é para o seu povo uma barreira protetora, que jamais nos abandonará.

É por isso que acreditamos que vale a pena confiar no Senhor!

O Segredo do Viver

(330CC)

1- Quando nos cercar o mal, ao rugir do temporal,

Em Jesus é confiar, nunca poderá falhar.

O segredo do viver, o segredo do vencer,

É em Cristo confiar! Nunca, nunca duvidar.

2- Quando a dor ou aflição vem turbar o coração,

É preciso confiar, a Jesus tudo entregar.

3- Quando fraco me sentir, quando o mundo me oprimir,

E pesar a minha cruz, “crê somente!” diz Jesus.

4- Quer nas trevas, quer na luz, sempre perto está Jesus,

Perto e pronto pra salvar quem somente confiar.

(mensagem apresentada na Igreja Batista

3/5 - (1 vote)



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.