RECIFE-PE-Pescadores achados mortos após barco ficar à deriva enfrentaram chuva forte: ‘acho que raio derrubou os dois’, diz viúva


 


Maria de Lourdes Araújo é viúva de Risaldo Silva, de 47 anos, conhecido como Aranha — Foto: Reprodução/TV Globo

Maria de Lourdes Araújo é viúva de Risaldo Silva, de 47 anos, conhecido como Aranha — Foto: Reprodução/TV Globo

Viúva de um dos dois pescadores encontrados mortos neste domingo (27), no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, a dona de casa Maria de Lourdes Araújo disse que ficou com medo quando Risaldo Silva, de 47 anos, saiu com os companheiros para trabalhar. Segundo ela, chovia forte e era possível ouvir trovões. “Acho que um raio derrubou os dois”, declarou.

O gerente de Salvamento Aquático do Cabo, Evaldo Silva, apontou que os pescadores podem ter morrido por causa de uma descarga elétrica. “Marcamos a área que pode ter recebido vários raios e constatamos que teria choque elétrico”, disse.

O barco onde estavam Risaldo e os dois colegas foi encontrado à deriva, distante 200 metros da praia, em Enseada dos Corais (veja vídeo abaixo).

Dois pescadores foram achados mortos depois que barco ficou à deriva no Cabo

–:–/–:–

Dois pescadores foram achados mortos depois que barco ficou à deriva no Cabo

O corpo do pescador, conhecido como Aranha, estava dentro da embarcação, considerada de médio porte pela prefeitura da cidade.

Horas depois, os bombeiros que estavam em um helicóptero localizaram o corpo de Gustavo Mendes de Moraes, de 51 anos. Ele estava na água, na praia de Xaréu, na mesma cidade.

Risaldo da Silva foi o primeiro pescador que morreu a ser encontrado, neste domingo (27), no Cabo  — Foto: Reprodução/WhatsApp

Risaldo da Silva foi o primeiro pescador que morreu a ser encontrado, neste domingo (27), no Cabo — Foto: Reprodução/WhatsApp

As equipes também procuraram Wallace Horácio da Silva, de 37 anos, que estava no barco e desapareceu. As buscas foram suspensas às 17h10 deste domingo, por falta de iluminação natural, e devem ser retomadas na segunda (28).

Muito emocionada, Maria de Lourdes Araújo disse que pessoas da comunidade de Enseada dos Corais foram até a casa dela para avisar que o marido estava morto no barco. Eram 9h deste domingo.

Barco em que pescadores estavam foi levado para a praia, no cabo de Santo Agostinho — Foto: Reprodução/TV Globo

Barco em que pescadores estavam foi levado para a praia, no cabo de Santo Agostinho — Foto: Reprodução/TV Globo

“Nem, acreditei. Fui lá e vi ele morto”, declarou. Ainda segundo a mulher do pescador, o marido e os colegas se prepararam para sair às 4h.

“Estava chovendo e eu liguei para a mulher de um outro rapaz que estava com Risaldo. Ela confirmou que eles tinham saído já. Até perguntei se eles iam mesmo com aquela tempestade”, comentou.

 

Maria disse que o marido era amigo de todos na comunidade. “Quem trabalhava com ele gostava muito”, afirmou.

Barco foi localizado a 200 metros da costa, no cabo de Santo Agostinho, e dois homens morreram  — Foto: Reprodução/WhatsApp

Barco foi localizado a 200 metros da costa, no cabo de Santo Agostinho, e dois homens morreram — Foto: Reprodução/WhatsApp

Risaldo deixou dois filhos e netos. “Eles estavam em casa e ficaram esperando ele voltar do mar. Meu marido disse que ia com eles para a praia hoje [domingo]”, contou.

Amigo de Risaldo, Marcos da Soledade disse que “perdeu um irmão”. Compadre da vítima, ele afirmou que o pescador era um bom homem. “Não tinha medo de nada. Estava disposto para tudo”, observou.

As mortes dos pescadores chamaram a atenção e quem passava pela praia neste domingo. Turista, o professor Jaíldo Bezerra afirmou que, quando chegou, viu um corpo “empacotado” com papel laminado.

Helicóptero faz buscas para tentar localizar pescador que estaria desaparecido após barco ficar á deriva no Cabo — Foto: Reprodução/WhatsApp

Helicóptero faz buscas para tentar localizar pescador que estaria desaparecido após barco ficar á deriva no Cabo — Foto: Reprodução/WhatsApp

Segundo ele, o comentário na praia era de que três homens tinham morrido. “Disseram que tinha sido um raio que caiu no mar”, afirmou.

Depois, o professor disse que encontrou um salva-vidas e ele disse que havia ocorrido uma tempestade grande no mar, quando os pescadores saíram, mais cedo.

“Depois, soube que tinham encontrado um corpo dentro do barco, que era justamente a pessoa que estava enrolada no papel”, comentou.

Um dos corpos encontrados após barco ficar á deriva ficou sob a guarda da polícia, no Cabo, neste domingo (27) — Foto: Reprodução/WhatsApp

Um dos corpos encontrados após barco ficar á deriva ficou sob a guarda da polícia, no Cabo, neste domingo (27) — Foto: Reprodução/WhatsApp

Por meio de nota, o Corpo de Bombeiros informou que foi acionado às 9h para uma ocorrência na Avenida Beira Mar, em Enseada dos Corais, perto da Casa Portuguesa.

A corporação mobilizou duas viaturas, sendo uma unidade tática de mergulho e uma auto comando operacional, além do Grupamento Tático Aéreo.

TV Globo entrou em contato com a Polícia Civil e a corporação disse que não havia registro do caso dos pescadores achados mortos.

VÍDEOS: mais vistos de Pernambuco nos últimos 7 dias

 

200 vídeosCâmera de segurança flagra momento em que blogueira de 21 anos é assassinada no RecifeMulher tenta despachar botijão de gás ao embarcar em voo no Aeroporto do RecifeVídeo mostra correria após assassinato de blogueira, no Recife
Rate this post



Comentários com Facebook




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.