Receber o Batismo com o Espírito Santo?


Pomba000

E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo; Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar.  Atos 2:38-39

 

 

 

O batismo com o Espírito Santo é um presente, não é um prêmio, não tem nada a ver com merecimento, é uma experiência definida e pessoal, um revestimento de poder: “E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai porém, na cidade, até que do alto sejais revestidos de poder”– Lc 24.49.

 

 

 

É a capacitação para ser uma testemunha de Cristo: “Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samária, e até os confins da terra”– At 1.8.

 

 

 

Para receber essa unção, prêmio, poder… do Espírito se faz necessário observar alguns critérios, dentre eles

 

 

 

Temos que nascer de novo.

 

Ter o Espírito habitando dentro de si e pertencer a Jesus: “Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele” – Rm.8.9.

 

 

 

Devemos pedir.

 

A Bíblia diz que se pedirmos, a oração será atendida: “Pois todo o que pede, recebe; e quem busca acha; e ao que bate, abrir-se-lhe-á” – Lc.11.10.

 

 

 

Devemos nos entregar

 

O apóstolo Paulo mostra com clareza essa necessidade quando ele diz: “Apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo” – Rm.12.1.

 

 

 

Devemos desejar obedecer ao Espírito.

 

Se quiser estar imersos no Espírito Santo, precisamos estar preparados para obedecê-lo: “E nós somos testemunhas destas coisas, e bem assim o Espírito Santo, que Deus deu àqueles que lhe obedecem” – At.5.32.

 

 

 

Precisamos crer.

 

Paulo perguntou: Recebestes o Espírito pelas obras da lei ou pela pregação da fé?: GL.3.2. A resposta é obviamente, fé. Precisamos crer que, se pedirmos, receberemos.

 

 

 

Temos que exercitar o que Deus nos deu.

 

Havendo pedido, havendo recebido, havendo o desejo de receber, tendo crido, precisamos responder de uma forma bíblica.

 

 

 

Atos 2.4 diz: “Começaram a falar outras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem”. Isto significa que eles falavam com as palavras o que o Espírito Santo lhes dava. O Espírito Santo dava as palavras, os apóstolos e os discípulos respondiam voluntariamente.

 

 

 

Havia uma ação com base na fé, e não meramente uma aceitação passiva da bênção. É importante comunicar ao novo discípulo ao orar com ele, que o Espírito Santo não vai forçar a sua boca.

 

 

 

O Espírito Santo não vai falar. As línguas são dadas pelo Espírito, mas quem fala é o discípulo. Portanto, ele mesmo deve exercer a sua vontade para falar. É ele que movimenta a sua boca. Ele que abre e fala, confiando que o Espírito Santo vai dar as línguas.

 

 

 

O batismo no Espírito Santo, para todos os cristãos, de todas as épocas, de todas as denominações e de todos os lugares. A mesma experiência que foi acessível à Igreja Primitiva pode ser provada pelos cristãos nos dias de hoje.

 

 

 

Lidiomar T. Granatti (Litrazini)

 

 

 

Graça e Paz

 

 

 

Rate this post



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.