PENDÊNCIAS RN -Feriado da Consciência Negra provoca agressões verbais entre vereadores de Natal


 

67io76i67u

Joaquim Pinheiro

Repórter de Política

Os vereadores Sandro Pimentel, do Psol e Fernando Lucena, do PT, ocuparam a tribuna da Câmara Municipal de Natal, na sessão desta última quarta-feira e protagonizaram uma série de acusações colocando como tema principal o comportamento das duas legendas as quais são filiados – Psol e PT. Tudo começou com a discussão do projeto de autoria de Fernando Lucena que institui o feriado da Consciência Negra, que seria comemorado hoje, dia 20 de novembro, mas foi vetado por decisão do Tribunal de Justiça.

Em vez de discutir o veto ao projeto original de Fernando Lucena e o requerimento de Luiz Almir, que pedia que a Câmara decretasse feriado neste dia 20, os vereadores preferiram se digladiar, tendo como tema Psol e PT.  “Se Vossa Excelência faz parte de uma esquerda podre é problema seu. O senhor lave a boca quando for falar no Psol. Exijo respeito”, disse Sandro Pimentel, enquanto Fernando Lucena respondeu: “Eu não lavo nem as meias sujas para falar no seu partido. Vossa Excelência é da esquerda festiva e só tem lorota”, disse Fernando Lucena colocando sob suspeita o partido  Com os ânimos acirrados foi preciso a interferência do vereador Júlio Protásio, que na oportunidade, presidia os trabalhos. Como forma de amenizar o ambiente que se mostrava tenso, o presidente suspendeu a sessão por 10 minutos e posteriormente os trabalhos foram retomados ainda em clima de guerra verbal.

Em aparte, o vereador Sandro Pimentel criticou novamente o PT. “O Psol não está mergulhado em corrupção, diferente do seu partido. Eu quero ser solidário com a classe trabalhadora e não a vereadores que não querem vir trabalhar”, disse Sandro Pimentel referindo-se a uma proposta para que gabinetes fossem fechados no dia de hoje em solidariedade ao projeto de Fernando Lucena que institui o dia da consciência negra negado pela justiça. “Os vereadores querem é não trabalhar para ir a praia enquanto os trabalhadores continuam trabalhando”, disse Sandro Pimentel.

ESCLARECIMENTO

O vereador Sandro Pimentel esclareceu ter sido favorável ao projeto de Fernando Lucena que institui  o dia da consciência negra, mas foi vetado pela justiça numa decisão, segundo ele, indevida por interferir na decisão de outro Poder. O vereador do Psol, entretanto, se posicionou contra o requerimento do vereador Luiz Almir dizendo que a Câmara Municipal Natal determinaria que no dia de hoje fosse feriado. “Entendi isso como um privilégio para os vereadores e fui contra. Primeiro, a Câmara Municipal não pode decretar feriado. Isso é inconstitucional, depois por entender que os trabalhadores compareciam ao trabalho e os vereadores iriam para a praia, e isso não é justo”, ressaltou o vereador do Psol.

SESSÃO SOLENE

Ao terminar a sessão ficou acertado que os trabalhos serão normais no dia de hoje, mas no final de tarde haverá uma sessão solene em homenagem à consciência negra e a matéria de autoria do vereador Fernando Lucena, que foi aprovada na Câmara Municipal de Natal, mas foi vetada pelo Tribunal de Justiça do Estado. “Os vereadores aprovaram uma lei e a justiça vetou numa interferência indevida no outro Poder”, disse Fernando Lucena, avisando que a Câmara Municipal de Natal não fechará hoje e ocorrerá uma sessão solene em solidariedade ao Poder e ao movimento negro”, disse Fernando Lucena.

 

Rate this post



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.