MACAÍBA RN-‘A naturalização da propina é o que mais incomoda na Lava Jato’, diz Moro




images (1)

Durante almoço com empresários na cidade de São Paulo, o juiz Sérgio Moro, titular da 13ª vara criminal de Curitiba e o responsável pela Operação Lava Jato, palestrou e disse que a corrupção brasileira chegou à níveis sistêmicos.

Segundo ele, os casos julgados pela Lava Jato contradizem a versão de empresários, que alegam ter sofrido extorsão, e revelam uma “naturalização” no pagamento de propina para obter contratos com a Petrobras. “Há indícios de que a corrupção alcançou no Brasil um nível sistêmico”. Para ele, o que mais incomoda nesse caso é a percepção de “naturalização” de pagamento de propina.

“Não acredito em mudanças se, a partir desse caso, não houver mudanças reais”, disse, segundo informações do ‘Valor’.

Ao ser questionado sobre a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de dividir a operação que investiga a corrupção dentro da Petrobras, Moro evitou fazer comentários. “Não me sinto confortável em responder”, disse.

Durante o almoço, Moro chamou atenção para o fato de a corrupção ser problema mundial e não estar ligada somente ao poder público. “O agente público não age sozinho. Sempre existe alguém disposto a efetuar o pagamento de propina”.

Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: InfoMoney



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.