FOTOS IMAGENS FORTES-MULHER MATA COMPANHEIRA A GOLPES DE MACHADO E AINDA DUAS CRIANÇAS, UM DE 09 E OUTRA DE 01 ANO E 09 MESES:


mulher-mata-companheira-e-duas-crianças-em-cumaru-do-norte-portal-plantão-policial-alison-maia2

Uma verdadeira chacina ocorrida na madrugada desta última segunda-feira (15) chocou a população de Cumaru do Norte no estado do Pará (753 km de Belém). Uma mulher identificada como Joana D’arc de Farias de 48 anos matou de forma fria e cruel com golpes de machado e enforcamento a sua companheira, Rosilene dos Santos de 37 anos e seus filhos Leonardo Santos de Araújo de 09 anos e Amanda Vitória Vieira de apenas um 01 ano e 08 meses de idade.
De acordo com informações, as duas mulheres mantinham um relacionamento há cerca de 05 anos e o motivo da briga que levou a morte foi ciúmes da vitima. As duas se conheceram e passaram a se relacionar dentro do Presídio de Redenção, onde Joana D’arc cumpria pena por homicídio por ter assassinado o companheiro a golpes de picareta e Rosilene pela acusação de tráfico de drogas. Depois que as duas cumpriram pena ambas decidiram morar juntas. No dia do crime as mulheres passaram o dia bebendo e durante a noite, inicio da madrugada, começaram a discutir e a vítima chegou a pegar um facão e tentar agredir a companheira. Foi quando Joana armada com um machado desferiu um golpe na cabeça de Rosilene e ao perceber que ela estava morta ainda amarrou suas duas mãos com fita isolante. Em seguida foi para o quarto onde estava dormindo as crianças e matou as duas com golpes de machado e enforcamento. Logo após cometer todos esses crimes, a acusada fez uma pequena mala e logo pela manhã embarcou em uma van e foi para a cidade de Redenção e pretendia fugir para o Araguaia. A autora foi localizada pelo serviço de inteligência da Polícia Militar de Redenção, que logo cedo foi informada do bárbaro crime e da fuga da mulher. A assassina foi presa por uma guarnição da Polícia Militar quando tentava vender ouro. Após ser detida, ela foi interrogada sobre o porquê matou as duas crianças, em depoimento ela não soube explicar e disse que não sabe por que cometeu o crime. “Eu não sei o que me deu na cabeça para fazer tais coisas, as crianças estavam dormindo, eu não sei explicar, pois eu gostava das crianças’’, relatou a autora. Após o procedimento policial, ela foi encaminhada para o Presídio de Redenção, onde vai responder pelo crime de triplo homicídio. Segundo informações da Policia Militar, em 2007 , Joana D’arc matou o marido a golpes de picareta na cidade de Xinguara, crime pelo qual estava respondendo em liberdade condicional após ser condenada a sete anos de prisão. Ela foi libertada após cumprir 3 anos da pena no Centro de Recuperação Regional de Redenção. Após ser ouvida pelo delegado e colocada na cela, a acusada lamentou o fato dizendo : “Que loucura que eu fiz na minha vida, agora vou passar muitos anos na cadeia, eu sou capaz de fazer uma besteira, mas não vou ficar o resto da minha vida no presídio não”. Disse a autora dentro da cela. Ela não precisa fazer besteira alguma, que no Brasil não tem punição. Repórter Cidades / Plantão PolicialNaftali Gomes

 

 



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.