FOTOS E IMAGENS FORTES -POLÍCIA COMEÇA A COLHER DEPOIMENTOS SOBRE MORTE DE TOCEDOR ATINGIDO POR PRIVADA EM RECIFE


dsc03496

Paulo Ricardo Silva foi atingido por vaso sanitário quando saía de estádio. Um menor que postou mensagens em rede social prestou depoimento,
A Polícia de Pernambuco iniciou, neste sábado (3), as investigações sobre a morte do torcedor do Sport Paulo Ricardo Silva, de 26 anos, morto após ser atingido por um vaso sanitário arremessado do Estádio do Arruda, na Zona Norte do Recife, durante a madrugada. Imagens gravadas na área externa do estádio após o jogo entre Paraná e Santa Cruz, pela Série B do Brasileirão.
Após o acidente, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu suspender preventivamente a realização de jogos no Arruda. De acordo com nota publicada no site da entidade, o estádio ficará fechado até análise do STJD. O presidente do Santa Cruz, Antônio Luiz Neto, afirmou que a segurança durante o jogo havia sido feita com toda prudência e que o clube também seria vítima do ocorrido. O primeiro a ser ouvido pela polícia foi um menor de idade que postou mensagens em uma rede social comemorando a morte do torcedor. Ele, que faria parte de uma torcida organizada do Santa Cruz, prestou depoimento no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e foi liberado em seguida.

 

Outros três torcedores ficaram feridos devido à queda dos vasos sanitários. Um jovem de 21 anos segue internado no Hospital Getúlio Vargas (HGV), no Recife. O estado de saúde é considerado estável, e ele vai passar por cirurgia na perna, pois fraturou a tíbia. A segunda vítima já recebeu alta e está em casa. Não há informações sobre o estado de saúde do terceiro ferido. Investigações Nas imagens das câmeras de segurança é possível ver dois vasos sanitários caindo sobre alguns torcedores. O secretário de Defesa Social do estado, Alessandro Carvalho, informou que a investigação está em estágio inicial e não isentou o Santa Cruz Futebol Clube de responsabilidade. As imagens gravadas também registram confusão nos arredores do estádio antes da morte do torcedor. Paulo Ricardo, de 26 anos, trabalhava como soldador e era integrante de uma torcida uniformizada do Sport Club do Recife. Ele teria ido à partida tirar fotos da uniformizada do Paraná, uma prática comum entre torcidas aliadas em diferentes estados. Quando o torcedor saía do estádio, foi atingido pelos objetos arremessados de uma altura de 24 metros, de acordo com o Instituto de Criminalística (IC). O corpo de Paulo Ricardo foi liberado do Instituto de Medicina Legal (IML) no fim da tarde deste sábado. O enterro acontece durante a tarde deste domingo (4), no Cemitério de Santo Amaro, Centro do Recife. Casos antigos As depredações nos banheiros nos estádios de Pernambuco têm sido uma prática constante dos vândalos. Em março deste ano, membros de uma uniformizada do Santa Cruz quebraram banheiros da Ilha do Retiro após um clássico entre Sport e Santa. Na ocasião, a direção rubro-negra cobrou da Federação Pernambucana de Futebol (FPF) os custos da depredação.

 

 

 

 

 

 




Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.