ALTO DO RODRIGUES RN -“Torço muito para que Robinson faça um mandato excelente para o RN


t6u46u48u

Eleito o segundo deputado federal mais votado no Rio Grande do Norte e um dos maiores destaques da Câmara Municipal de Natal, Rafael Motta, presidente estadual do PROS, não esteve junto a Robinson Faria (PSD) na campanha eleitoral deste ano. Contudo, isso não quer dizer que ele espera, por revanchismo político, que o governador eleito faça uma má gestão no Governo do Estado. Mostrando que a disputa eleitoral já ficou para trás, Rafael Motta espera que Robinson realize o desejo de ser o melhor governador do RN, afinal, do contrário, haveria mais sofrimento para os potiguares que já não têm acesso a muito dos serviços básicos.

“Antes de ser deputado federal, eu sou cidadão, natalense e potiguar, e também dependo e utilizo os serviços que o Governo do Estado vai e deve ofertar. Então, torço muito que o governador eleito Robinson Faria faça um mandato excelente e torço sim para que seja o melhor governador do Rio Grande do Norte. Espero que ele possa, realmente, alcançar o objetivo e cumprir aquilo que debateu em toda a sua campanha”, afirmou Rafael Motta, em entrevista ao Jornal de Hoje.

Diante disso, inclusive, o já diplomado deputado federal afirmou que não terá uma postura de oposição com relação à gestão estadual. Também não será “situação”, termo que considera “ultrapassado”. Será um parlamentar com uma postura independente, preocupado em trabalhar por melhorias para o Rio Grande do Norte, sejam elas de iniciativa do governo ou não.

“Essa questão de você ser de oposição ou situação, eu considero uma visão muito antiquada da política. Você está sempre aprovando ou dando anuência a uma posição que nem concorda, só porque faz parte de uma bancada, ou simplesmente, faz oposição por ser oposição, sem se preocupar se isso será bom ou não para o povo. Essa posição não me agrada. A gente tem que ter uma posição crítica, mas uma crítica construtiva de determinadas opiniões”, explicou Rafael Motta.

A posição de Rafael Motta, de certa forma, reflete a postura já adotada pelo pai dele, o deputado estadual Ricardo Motta (PROS). Na condição de presidente da Assembleia Legislativa, o parlamentar do RN afirmou, terminada a campanha eleitoral, que daria todo o apoio que Robinson Faria precisasse, uma vez que a Assembleia não pode ter cor partidária, mas sim trabalhar pelo Rio Grande do Norte.

Postura semelhante, no sentido de deixar para trás a disputa eleitoral, pelo menos por um tempo, assumiu o deputado federal Walter Alves, do PMDB. Considerado o substituto de Henrique Eduardo Alves na Câmara Federal, Walter afirmou na edição desta terça-feira d’O Jornal de Hoje que daria um voto de confiança e alguns meses de “trégua” para Robinson mostrar sua postura como governador.

CÂMARA FEDERAL

Mais jovem da nova bancada potiguar na Câmara Federal, Rafael Motta foi o segundo deputado federal mais votado do Rio Grande do Norte em sua primeira campanha estadual – atrás apenas de Walter. Obteve 176 mil votos, sendo votado em todos os municípios do Estado.

“O que a gente espera é levantar a bandeira sempre lembrando que o melhor do nosso estado é o potiguar. Que a gente dê melhor condições de vida para esse povo que sofre tanto, seja trabalhando para amenizar a situação da seca, investindo no turismo e na geração de empregos, na nossa indústria, uma vez que hoje temos um parque industrial que não está sendo devidamente utilizado, e sim fazer o RN um estado que todos nos sonhamos”, acrescentou o parlamentar do PROS.

“Como deputado federal, a gente vai trabalhar em prol do RN, não me interessa a sigla partidária, a cor partidária. Vamos trabalhar incansavelmente pelo povo do RN. O que depender do meu trabalho e do meu esforço, vai ser no intuito de engrandecer o estado do RN e dar a condição de vida melhor para o potiguar. O nosso Estado hoje, infelizmente, está esquecido no turismo, na economia, na indústria…”, acrescentou Rafael Motta.

“Nossa cidade está muito aquém do que o natalense precisa”

A postura independente que Rafael Motta terá com relação ao Governo do Estado, sempre preocupado com o povo potiguar, de certa forma, será a mesma que ele teve em Natal, enquanto vereador de Natal, quando não faz parte da oposição ou da situação: vota matérias de acordo com sua consciência, avaliando se era será boa ou não para o RN. Por isso, Rafael Motta não vê problemas em, hoje, avaliar a gestão Carlos Eduardo (PDT) e dizer que, encerrando o segundo ano de mandato, o prefeito ainda não conseguiu melhorar, de forma considerável, a vida do natalense.

As promessas não cumpridas e a continuidade de alguns problemas que o prefeito prometeu solucionar logo no início da gestão são os motivadores para a opinião crítica de Rafael Motta. Segundo ele, a administração municipal tem “deixado a desejar”. “Nossa cidade está muito aquém do que o natalense precisa”, analisou o futuro deputado federal.

“Acho que o ser humano tem uma memória curta. A gente costuma comparar as gestões municipais e estaduais e sempre comparamos com as anteriores. Então, a de Carlos Eduardo está sendo comparada com a de Micarla de Sousa, que sabemos que não foi tão agradável para o natalense. O povo tem sentido uma melhoria no que o prefeito tem feito, mas eu como natalense, acho que está muito aquém do que o povo precisa”, afirmou Rafael Motta.

“A gente sabe que houve, inicialmente, uma recuperação da malha viária, uma melhoria no que diz respeito a aparência da cidade, que sabe que reflete diretamente na auto-estima do natalense. Contudo, sabemos que ainda está muito aquém do que a gente precisa. A zona Norte, por exemplo, a gente não vê um aparato público que venha a melhorar a condição de vida do nosso natalense”, acrescentou.

Após dois anos na Câmara Municipal, Rafael Motta acumula o título de parlamentar do ano, em 2013, e a condição de maior propositor de projetos – quase 30 – e requerimentos – mais de 250. Entre seus projetos de lei, destaque para a autoescola pública de trânsito; a que favorece a instalação de fiação subterrânea no Centro Histórico de Natal; e a que determina a colocação de botoeiras em semáforos da cidade, para ajudar a pessoas cegas.

Além disso, Rafael Motta também destinou emendas da Lei Orçamentária Anual de 2013 para a reforma de 92 quadras públicas de Natal e a compra de equipamentos no Centro de Zoonoses, dentre outras. Já neste ano, ainda na condição de vereador, Rafael direcionou R$ 400 mil a mais para a iluminação pública, com ênfase no bairro da Ribeira. “A história da nossa cidade passa por este bairro de tantas tradições. É papel do poder público incentivar ações que valorizem o patrimônio histórico e garantir a segurança para a comunidade”, destacou.

Apesar de ter conseguido a aprovação de várias matérias positivas, Rafael Motta ressalta que, nem sempre, o Executivo deu o respaldo necessário. Não tirou a autoescola pública do papel (apesar dela não representar custos para o Município), nem executou todas as obras previstas em emendas parlamentares.

“O que a gente busca como vereador é justamente isso. É cobrar, fiscalizar, buscar alternativas para melhorar a vida do natalense, mas muitas vezes o prefeito não deu ouvidos. Naquela Câmara são 29 vereadores de diferentes siglas partidárias, diferentes ideologias, mas todos estão ali representando o povo que os escolheu como seus representantes. Agora, só esperamos que Carlos Eduardo escute mais, porque os vereadores estão ali para ajudar, independentemente se são de oposição ou aliados. Todos querem uma cidade melhor. Não acredito que alguém ali faça crítica só por fazer, para prejudicar”, acrescentou.



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.