ALTO DO RODRIGUES RN-Petrobras pode reajustar combustíveis com alta do petróleo


Petrobras pode reajustar combustíveis com alta

Jornal GGN – O aumento dos preços do petróleo causado pelo acordo da Opep nesta quarta-feira (3) e a desvalorização do real em relação ao dólar poderão fazer a Petrobras encarecer os preços da gasolina e do diesel, apontam especialistas.

Nos últimos meses, a Petrobras anunciou duas reduções dos preços dos combustíveis nas refinarias, em uma nova política que varia os valores de acordo com a paridade internacional da cotação de petróleo, segundo a estatal.

 

Com o acordo da Opep, no qual os países produtores concordaram em reduzir sua produção, os preços do petróleo chegaram a subir mais de 10%. Para economistas, a empresa terá de elevar os preços caso queira manter sua nova política e também sustentar sua credibilidade.

 

 

 

“Se a Petrobras for manter a política de preços, vai ter que acabar aumentando a gasolina e o diesel. Se não, o mercado vai começar a duvidar das políticas”, disse Adriano Pires, diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (Cbie) ao jornal Folha de S. Paulo. Ele crê que o preço do barril do petróleo deve ficar entre US$ 50 e US$ 55.

Questionado por jornalistas, Pedro Parente, presidente da Petrobras, disse: “não posso dar nenhuma indicação, porque não resolvo sozinho. O comitê tem três pessoas”.

“Nós anunciamos uma política, com reunião uma vez por mês, em que nós avaliamos várias questões, como essas variáveis (câmbio e produção global). Avaliamos também o market share e aí tomamos uma decisão”, afirmou Parente, após evento em São Paulo.

Tags

Petrobras

preços dos combustíveis

cotação do petróleo

Select ratingNota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5

Nota 1

Nota 2

Nota 3

Nota 4

Nota 5gasolina

do petróleo



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.