ALTO DO RODRIGUES RN-Fiern cria plataforma para identificar potencialidades econômicas do Estado


Assessoria de Imprensa
Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern)
Bem vindo ao Player Audima. Clique TAB para navegar entre os botões, ou aperte CONTROL PONTO para dar PLAY. CONTROL PONTO E VÍRGULA ou BARRA para avançar. CONTROL VÍRGULA para retroceder. ALT PONTO E VÍRGULA ou BARRA para acelerar a velocidade de leitura. ALT VÍRGULA para desacelerar a velocidade de leitura.Ouça: Agora RN » Fiern cria plataforma para identificar potencialidades econômicas do Estado0:00100%Audima

A Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern) vai deflagrar na próxima quinta-feira, 7, uma iniciativa que promete identificar vocações econômicas, potencialidades produtivas, bem como apontar gargalos administrativos e sociais dos municípios potiguares.

O projeto é um desdobramento das atividades do “Mais RN”, amplo estudo sobre o desenvolvimento do Rio Grande do Norte, iniciado em 2014, para elaborar uma agenda econômica e promover a melhoria da competitividade potiguar. Na nova fase do projeto, batizada de Mais RN e o desenvolvimento municipal, o foco será na identificação de projetos para o crescimento das cidades norte-rio-grandenses.

Para a nova etapa, a Fiern criou uma plataforma digital para que os prefeitos municipais possam apresentar as vocações da região, áreas propícias para investimento, potencialidades econômicas, além dos problemas que hoje impedem o desenvolvimento local. O mecanismo digital será apresentado aos prefeitos no dia 7, em uma solenidade que vai ocorrer na sede da Fiern, em Natal.

“Será o ‘start’ para que possamos olhar para os municípios potiguares. Queremos buscar, junto com os prefeitos, soluções transformadoras, para impulsionar ações que melhoram a empregabilidade e irão gerar riquezas”, afirma Pedro Alburquerque, assessor técnico da Fiern.

Segundo ele, a plataforma digital vai passar a receber as informações municipais a partir do próximo dia 7. O sistema estará vinculado ao endereço eletrônico do programa “Mais RN” (http://www.maisrn.org.br/). “O ambiente será de fácil visualização e bem intuitivo”, reforça. Ele explica que o sistema será abastecido com informações e dados econômicos e sociais pelos próprios municípios.

A expectativa é de que o sistema possa gerar informações essenciais sobre o ambiente econômico das cidades. Uma das possibilidades é de que os dados possam gerar mapas para o investimento e abertura de negócios. “Caso um grupo de cidades aponte vocação para o têxtil, por exemplo, haverá um mapeamento melhor para ações que gerem mais investimento”, justifica.

A iniciativa conta com o apoio da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn) e da Federação das Câmaras Municipais do Estado (Fecam). Os organizadores esperam contar com a adesão de um bom volume de cidades já na primeira semana de abertura da plataforma. Contudo, a Fiern também estuda criar uma “força-tarefa” para incentivar que as prefeituras integrem ao sistema.

A ideia dos desenvolvedores é de que as informações sejam atualizadas e analisadas de forma constante. Além disso, o banco de dados ficará aberto ao público, para que os conhecimentos regionais sejam democráticos e transparentes.

A expectativa é de que o primeiro balanço de informação seja publicado na primeira quinzena de setembro.

Rate this post



Comentários com Facebook




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.