SÃO GONÇALO DO AMARANTE RN-Servidores exigem nova proposta do Governo do RN para os salários atrasados


do Governo

José Aldenir / Agora Imagens

Governadora Fátima Bezerra participou de encontro com os servidores na última segunda-feira, 07

Os servidores públicos estaduais exigem mudanças na proposta feita pela governadora Fátima Bezerra para a quitação dos débitos da folha salarial do funcionalismo. A atual gestão tem uma dívida estimada de R$ 1,1 bilhão, que está dividida em quatro folhas atrasadas, mas não apresentou um calendário para o pagamento deste valor. Além disso, o governo propõe pagamento de 30% do salário de janeiro até o próximo dia 10 e os 70% restantes no último dia útil do mês.

Segundo Janeayre Souto, atual presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do Estado do Rio Grande do Norte (Sinsp), os servidores estaduais terão uma nova rodada de negociação com o governo estadual. A reunião acontece às 15h, no Palácio do Governo, no Centro Administrativo do Estado, com a presença da secretária estadual de Administração, Virgínia Ferreira.

“Vamos apresentar uma contraproposta, sim. Queremos que os débitos com os servidores respeitem a cronologia. Não queremos parcelamento dos nossos salários. Esperamos que o governo se sensibilize e modifique esta forma de pagamento”, diz Janeayre Souto.

O mesmo esquema de pagamento do mês de janeiro será replicado em fevereiro, segundo o governo. Com relação aos débitos anteriores, todos firmados durante a gestão de Robinson Faria (PSD), o Executivo estadual vai correr atrás de recursos extraordinários, como a antecipação dos royalties do petróleo, mas ainda não há previsão para a quitação dos valores devidos aos servidores.

O débito total com salários soma de R$ 1,1 bilhão. A soma inclui parte do 13º de 2017 e do salário de novembro, além das folhas integrais de dezembro e o 13º salário de 2018.

 

SÃO GONÇALO DO AMARANTE RN-Servidores exigem nova proposta do Governo do RN para os salários atrasados
Avalie esta postagem



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *