SÃO GONÇALO DO AMARANTE RN-PF DEFLAGRA OPERAÇÃO PARA IMPEDIR FRAUDES NA CONCESSÃO DE APOSENTADORIA


 

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (23) uma operação para colher provas da participação de advogados, contadores e servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) na prática de fraudes contra o Sistema Previdenciário. As fraudes possibilitaram que pessoas que não tinham tempo de contribuição suficiente recebessem a aposentadoria sem ter direito, depois de informarem vínculos de trabalho inexistentes.

“O prejuízo real causado pelas fraudes é da ordem de 55 milhões de reais, sendo que a estimativa de economia com a desarticulação do esquema criminoso, caso as fraudes não tivessem sido descobertas e as aposentadorias continuassem sendo pagas, é de 347 milhões de reais”, diz a PF.

Segundo as investigações, o esquema consistia no cômputo extemporâneo de tempo de contribuição fictício para aposentadorias, o que era feito por meio da transmissão de Guias de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social (GFIPs) por meio de empresas inativas. “As GFIPs são utilizadas pelas empresas para o recolhimento do FGTS e para disponibilizar à Previdência Social informações relativas aos segurados, inclusive para comprovar o tempo de contribuição dos funcionários”, explicou a PF.

Depois de averiguar centenas de benefícios concedidos, a PF constatou que todos os requerimentos de benefícios que tinham indício de fraude estavam concentrados em um grupo de seis servidores. Segundo a PF, eles aprovaram as aposentadorias sem observar os requisitos previstos na legislação, como o período de carência e conferência dos documentos.

De acordo com a PF, os responsáveis pela inserção dos dados falsos nos sistemas do INSS e pela transmissão das GFIPs eram dois escritórios de contabilidade. Também foram identificaos cinco advogados responsáveis pela captação de clientes e pela formalização dos requerimentos junto ao INSS.

“Todos os benefícios suspeitos serão revisados administrativamente pelo INSS e poderão ter seus pagamentos suspensos. Os investigados poderão ser indiciados pelos crimes de organização criminosa, estelionato e inserção de dados falsos em sistemas de informação, cujas penas variam de 2 a 12 anos de reclusão.

As investigações foram realizadas em conjunto pela Polícia Federal e pela Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista do Ministério da Economia, que compõem a Força Tarefa Previdenciária, com apoio do INSS.

Fonte: Agência Brasil

MULHER É MORTA A TIROS E HOMEM BALEADO EM FELIPE CAMARÃO, ZONA OESTE DE NATAL

 

Uma mulher foi morta e um homem ferido a tiros no final da noite deste domingo (22) em Felipe Camarão, bairro da Zona Oeste de Natal. Ninguém foi preso.

Segundo relatório da Polícia Civil, as vítimas estavam em um churrasquinho na Rua Professor Antônio Trigueiro quando os criminosos chegaram em uma moto. Kívia Tainara Pereira dos Santos, de 22 anos, foi perseguida, baleada e morreu na hora. Já o homem, foi socorrido ao hospital. Ainda não há informações sobre o estado de saúde dele.

Ainda de acordo com a polícia, Kívia estava acompanhada de três pessoas, sendo dois rapazes e uma outra moça, quando os bandidos chegaram. Ao reconhecer os criminosos, ela teria começado a correr. Foi quando um dos bandidos foi atrás dela, a alcançou e atirou várias vezes. Um dos jovens que estava com kívia também foi atingido, sendo socorrido para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho.

A PM foi chamada e fez buscas pela região, mas nenhum suspeito foi encontrado.

Fonte: G1 RN

PRIMAVERA COMEÇA HOJE, MAS CHUVAS DEVEM SE FIXAR APENAS EM OUTUBRO

 

A primavera começa nesta segunda-feira (23) em todo o hemisfério sul do planeta. No Brasil, a estação é caracterizada pela chegada das chuvas. Este ano, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) as precipitações deverão começar em outubro, um pouco mais tarde que no ano passado, quando tiveram início em setembro.

“A primavera, no geral, é a mudança da estação do inverno para a chegada do verão. Estamos saindo de um período frio para começar um período quente. Quando vamos para a parte central do Brasil e Sudeste, a estação é associada com a chegada das chuvas. Por isso, grande parte do Brasil tem plantio nessa época do ano, em outubro, quando as chuvas começam a se fixar”, disse, em Brasília, o chefe da previsão do tempo do Inmet, Francisco de Assis.

Acrescentou que a primavera é sempre associada a temporais, pancadas de chuva e trovoadas: “Exatamente por isso que estamos entrando em um período quente com a formação de nuvens, para começar o período de chuva”, explicou.

Norte

De acordo com a Meteorologia, a previsão para a Região Norte é que, em Roraima, Amapá, nordeste do Amazonas e meio norte do Pará as chuvas ocorram próximas ou abaixo da média para o período. Já na parte centro-sul do Amazonas, sudoeste do Pará e no Acre e Rondônia, haverá possibilidade de chuvas acima da média durante os meses de outubro a dezembro. As temperaturas serão de normal a acima da média.

A região apresentou bastante irregularidade nas chuvas entre junho a agosto. A redução das chuvas em localidades dos estados de Rondônia, Tocantins e sul do Pará e as altas temperaturas e baixa umidade relativa do ar, favoreceram a incidência de queimadas, muito comuns nesta época do ano. Alguns episódios de friagem também foram registrados neste período e atingiram o Acre, Rondônia e sul do Amazonas.

Nordeste

A previsão para a primavera indica maior probabilidade de chuvas perto da média na parte leste do Nordeste. Nas demais áreas, haverá o predomínio de chuvas ligeiramente abaixo da média. Ressalta-se que o trimestre de outubro a dezembro é o mais seco da parte leste do Nordeste.

As temperaturas estarão mais elevadas sobre todo o Nordeste, principalmente na região sul do Maranhão e do Piauí.

Durante os meses de inverno, as chuvas registradas foram próximas ou abaixo da média em grande parte da região.

Em lugares como João Pessoa, na Paraíba, onde geralmente chove em torno de 790 milímetros (mm) entre os meses de junho a agosto, choveu 670 mm somente em junho. As chuvas amenizaram as temperaturas nesta região, principalmente no sudeste da Bahia, onde a média das máximas em agosto ficou entre 24 ºC e 26 ºC.

Centro-Oeste

A previsão para o Centro-Oeste indica alta probabilidade de chuvas de normal a acima de normal em grande parte da região, exceto na metade norte do Goiás, onde as chuvas serão ligeiramente abaixo da média climatológica.

As temperaturas serão acima da média, principalmente no sul do Mato Grosso do Sul, norte de Mato Grosso e Distrito Federal.

Municípios de Mato Grosso e Goiás ficaram mais de 100 dias consecutivos sem chuva, a partir de maio deste ano.

Nestas mesmas áreas, as temperaturas médias foram acima do normal climatológico, em razão da permanência de massas de ar seco e quente, as quais favoreceram a ocorrência de queimadas e incêndios florestais.

Em alguns dias entre junho e setembro, a umidade relativa do ar apresentou valores abaixo de 20% nos horários com temperaturas mais elevadas, como ocorrido no Distrito Federal, em que a estação meteorológica do Inmet, no Gama (DF), registrou 8% de umidade relativa do ar no dia 4 de setembro.

Sudeste

Na Região Sudeste, a previsão é que as chuvas sejam ligeiramente abaixo da faixa normal, exceto no estado de São Paulo, sul de Minas Gerais e Rio de Janeiro, onde podem ocorrer chuvas mais fortes, principalmente em novembro. As temperaturas devem permanecer acima da média em grande parte do Sudeste.

A precipitação de chuvas no inverno seguiu características típicas para o período, com baixa ou total ausência de precipitação, com exceção do leste de São Paulo e Rio de Janeiro, onde as chuvas foram entre 20 e 70 mm acima da média.

As temperaturas médias foram de normal a ligeiramente acima da média em grande parte da região. Foram registrados nos estados de São Paulo e Minas Gerais alguns poucos episódios de geadas somente no início de julho, com intensidade variando de fraca a moderada.

Sul

Na primavera, ainda de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, as chuvas devem permanecer ligeiramente acima da faixa normal nos três estados da região Sul. Já as temperaturas médias devem predominar dentro da normalidade na parte oeste da região e acima da média no restante.

Durante o inverno, os maiores volumes de chuva estiveram localizados sobre a metade sul do Rio Grande do Sul. Durante os primeiros dias de junho, deu-se o início da temporada de temperaturas mais baixas, entretanto, as temperaturas abaixo de zero só ocorreram em julho e agosto.

Em áreas de serra e planalto da Região Sul do país, houve formação de geadas com intensidade variando de moderada a forte. Durante a primeira semana de julho e também de agosto, houve registro de neve na região serrana do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Fonte: Agência Brasil

MARINHA ALERTA PARA VENTOS FORTES NO RN E PEDE QUE PEQUENAS EMBARCAÇÕES EVITEM NAVEGAÇÃO

 

Os ventos fortes no litoral do Nordeste continuam e a Marinha do Brasil alertou para riscos na faixa entre o Rio Grande do Norte e Maranhão. Segundo a previsão, os ventos poderão ser de até 60km/h entre esta segunda-feira (23) e a quarta-feira (25).

Ventos fortes ainda atingem Barra de Cunhaú

Segundo a Marinha, os ventos fortes começarão na noite desta segunda-feira, nas proximidades da Praia de Touros, seguindo até o Maranhão. Por isso, a sugestão é que embarcações de pequeno porte evitem a navegação durante o período. Já para os barcos maiores, a Marinha recomendou que a atenção seja redobrada, principalmente com relação ao material de salvatagem, estado geral dos motores, casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e demais itens de segurança.

Fonte: Tribuna do Norte

DIA MUNDIAL DA LIMPEZA REÚNE 5 MIL VOLUNTÁRIOS EM NATAL; META É RECOLHER 16 TONELADAS DE LIXO

 

O Dia Mundial da Limpeza reuniu na manhã deste sábado (21), em Natal, cerca de 5 mil voluntários. O evento – uma alusão ao Dia Mundial da limpeza – tem a meta de recolher 16 toneladas de resíduos entre as praias de Ponta Negra, na Zona Sul da cidade, e a Redinha, na Zona Norte. A ação de limpeza começou às 9h e também percorreu os bairros do Alecrim, na Zona Leste, e Nazaré, na Zona Oeste.

Em Natal, a ação é coordenada pelo Instituto ‘Cidade Limpa’, e conta com o apoio do poder público e da iniciativa privada. Diretora do Instituto, Nayara Azevedo destaca que o objetivo do projeto é tornar Natal a capital mais limpa do Brasil. “A iniciativa do Instituto Cidade Limpa é louvável porque ajuda a conscientizar a população sobre a preservação do meio ambiente e a mobilizar voluntários para a realização de mutirões de limpeza”, ressalta.

Copos biodegradáveis



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.