SÃO GONÇALO DO AMARANTE RN-Nutricionista esclarece danos do alto consumo de açúcar para o corpo


iStock / Imagem Ilustrativa

Nível de açúcar nos alimentos deve diminuir até 2022, segundo Ministério da Saúde

Dados do Ministério da Saúde apontam que os brasileiros consomem em média 80 gramas de açúcar por dia, o que equivale a 18 colheres de chá. A maior parte, 64% desse consumo, é de açúcar adicionado ao alimento. Os outros 36% tratam-se do açúcar presente nos alimentos industrializados.

Para o professor de Nutrição da Estácio Natal, Rodrigo Ruegg, essa é uma questão que vai além da área alimentícia, mas uma questão de saúde pública e prestação de serviço à sociedade. “Ainda há muitas dúvidas da população sobre o que consome de fato nos produtos industrializados. Para uma dieta de qualidade, é necessário que a pessoa consiga ter a clareza sobre o que está ingerindo”.

Atenção às embalagens

O controle do açúcar sempre é um desafio na dieta nutricional, lembra o professor. “Um dos males dele é interferir na sensação de saciedade, o poder viciante dele, além de ser um grande causador de doenças congênitas como a conhecida obesidade”, informa o nutricionista. Ele acrescenta que há ocasiões em que a substância está presente no produto, mas com outros nomes, como “maltodextrina”, “suclarose”, “dextrose”, entre outros.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o consumo de açúcar não ultrapasse 10% das calorias consumidas por dia, o equivalente a aproximadamente 50g/dia. Mas no Brasil, segundo o Ministério, o consumo é 16,3% do total de calorias diárias. Estima-se que mais da metade da população adulta esteja acima do peso, 53,9%. Em 2006, a prevalência era 43%. Deste total, 18,9% são obesos. Em 2006, era 11,4%.

Atendimento nutricional

A Faculdade Estácio de Natal – unidade Ponta Negra oferece o serviço gratuito de atendimento com nutricionista. Há vagas abertas para o público materno-infantil, idosos, pessoas com doenças crônicas não transmissíveis, atletas e desportistas. Para consulta, os interessados podem entrar em contato pelo telefone 3642-7514 ou pelo email [email protected]



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.