SÃO GONÇALO DO AMARANTE RN-“Não sei se vou comer amanhã”. Veja relatos dos brasileiros que passam fome Dez milhões de brasileiros ficam pelo menos um dia da semana sem comer. Na semana em que o Prêmio Nobel da Paz foi entregue ao Programa Mundial de Alimentação da ONU, o repórter Marcelo Canellas mostra como é a vida de quem não tem o que comer.”Não sei se vou comer amanhã”. Veja relatos dos brasileiros que passam fome Dez milhões de brasileiros ficam pelo menos um dia da semana sem comer. Na semana em que o Prêmio Nobel da Paz foi entregue ao Programa Mundial de Alimentação da ONU, o repórter Marcelo Canellas mostra como é a vida de quem não tem o que comer.


Dez milhões de brasileiros ficam pelo menos um dia da semana sem comer. Com a pandemia, crise econômica e alta no preço de alimentos, a situação ainda deve piorar, segundo especialistas. Na semana em que o Prêmio Nobel da Paz foi entregue ao Programa Mundial de Alimentação da ONU, o repórter Marcelo Canellas mostra como é a vida de quem não tem o que comer.

Pessoas como Andressa Garcia Oliveira, moradora de Japeri, na Baixada Fluminense, que não tem comida para oferecer todos os dias aos sete filhos, são a razão de existir do ganhador do Nobel da Paz deste ano.

O anúncio de que o prêmio iria para a agência da ONU que cuida de gente com fome surpreendeu a todos. Inclusive à própria WFP, sigla em inglês para o Programa Mundial de Alimentação.

O WFP atende a 100 milhões de pessoas todos os dias com uma frota de 100 aviões, 40 navios, caminhões, helicópteros. Veja os detalhes na reportagem.

Quer ajudar?



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.