SÃO GONÇALO DO AMARANTE RN-História de São Gonçalo do Amarante


te

ÍNDIO POTI – FELIPE CAMARÃO

 

Ahistória de São Gonçalo do Amarante-RN começa no início do século XVII, a partir do surgimento de um pequeno povoado situado nas proximidades do rio Potengi. Segundo registros da história, o Engenho Potengi pertencia a Estevão Machado de Miranda, cuja família, bem como os habitantes dos arredores por manterem uma postura firme aos ataques dos holandeses, foram vítimas de um massacre imposto pelos holandeses, que ao chegarem à localidade quiseram impor o domínio militar, cultural e religioso. Os habitantes não aceitaram as imposições dos invasores e a tragédia que vitimou toda uma comunidade indefesa entrou para a história como o Massacre de Uruaçu. Entrou também como momento ímpar de resistência, de fé e de defesa dos princípios de liberdade.

No ano de 1698, os holandeses afastaram-se do povoado e começaram a chegar os primeiros grupos de pioneiros exploradores, vindos de Pernambuco. Entre eles, os portugueses Ambrósio Miguel de Sirinhaém e Pascoal Gomes de Lima, que chegaram ao povoado no ano de 1710, instalaram suas famílias nas proximidades do rio Potengi, na vizinhança do antigo e histórico Engenho Potengi que deu início a organização do novo povoamento. Foram esses portugueses que construíram dois sobrados e uma capela em homenagem a São Gonçalo do Amarante, com a imagem do santo padroeiro esculpida em pedra e colocada imponentemente no altar, consolidando o povoado de São Gonçalo do Amarante.

Emancipação Política

A história do processo de emancipação política de São Gonçalo do Amarante foi atribulada, chegando o município várias vezes a perder sua soberania. Em 1833 se iniciou a uma luta pela sua autonomia política. Nessa época, por deliberação do Conselho da Província, São Gonçalo do Amarante foi denominada vila e desmembrada de Natal, tornando-se município, que não resistiu a uma epidemia de cólera que dizimou quase toda a população, fazendo retornar à condição de povoado natalense através da Lei n° 604.

Continuou a luta pela autonomia política e em 3 de agosto de 1874, pela Lei n° 689 o povoado voltou a ser o município de São Gonçalo do Amarante. Após cinco anos perdeu novamente sua autonomia e voltou a ser povoado, pertencendo dessa vez à Macaíba. Outra vez retorna à condição de município através do Decreto 57. Mais uma vez por causa das idas e vindas da política perde sua autonomia pela força do Decreto n° 268, de 30 de dezembro de 1943, e volta a pertencer ao município de Macaíba com o nome de Felipe Camarão. Quinze anos depois, em 11 de dezembro de 1958, através da Lei n° 2.323, desmembrou-se de Macaíba e se tornou definitivamente o município de São Gonçalo do Amarante.

Nossa Geografia

O Município de São Gonçalo do Amarante-RN está situado na mesorregião Leste Potiguar, fazendo parte da microrregião de Macaíba, com uma área de 251 km². Compõe a Região Metropolitana de Natal (RMN), numa área conturbada com a capital do Estado, Natal, na área turística denominada Polo Costa das Dunas. Está localizado à margem esquerda do rio Potengi, fazendo limites com  Natal a leste, Macaíba a sul, Ceará-Mirim e Extremoz a norte e Ielmo Marinho a oeste. Segundo estimativa do IBGE, a população do Município em 2016 era de cerca de 99.724 habitantes.

CLIMA

São Gonçalo do Amarante apresenta clima predominantemente tropical chuvoso, com temperatura média de 27°C. As precipitações estão concentradas nos meses de abril, maio, junho e julho, mas sujeito a mudanças climáticas que provoquem chuvas em outras épocas do ano. A umidade relativa do ar média fica em torno de 76%, com insolação chegando a 2.700 horas anuais.

HIDROGRAFIA

São Gonçalo do Amarante este localizado na bacia hidrográfica do Rio Potengi, que cobre 82,65% do território de São Gonçalo do Amarante e que corta grande parte do município. Os 17,35% restantes compreende a bacia do rio Doce. O principal rio que corta o município, o Potengi, nasce em Cerro Corá, na Serra de Santana, e possui um curso de 176 quilômetros, até desaguar no Oceano Atlântico, em Natal. Outros rios importantes que cortam São Gonçalo do Amarante são o da Prata e o de Camaragibe. As principais lagoas são Bela Vista, o Córrego dos Guajirus, Onça, Santo Antônio, Serrinha e Tapará.

VEGETAÇÃO

São Gonçalo do Amarante era coberta, originalmente e em sua grande parte, pela Floresta Litorânea ou Mata Atlântica, pela vegetação de mangues, nas várzeas que margeiam o estuário do rio Potengi, desde o distrito de Santo Antônio do Potengi até as proximidades do bairro Igapó, e pela Floresta Subcaducifólia e tabuleiros litorâneos. Na área ainda pode ser observado resquícios da mata atlântica.

RELEVO

O município localiza-se em uma altitude de dez metros acima do nível do mar, onde predomina um relevo de planícies fluviais, formadas por terrenos planos e baixos compostos por argila, de cor amarela e/ou vermelha. Em sua formação, pode-se notar a presença de sedimentos costeiros, próximo às várzeas do Rio Potengi e nos terraços de tabuleiros do Grupo Barreiras.

SOLOS

O solo predominante em São Gonçalo do Amarante é o aluvial, também chamado "solo de várzea", além dos solos de mangue, que margeiam o rio Potengi, principalmente na desembocadura do rio. Os solos argilosos (denominados de “podzólico vermelho-amarelo”) ocupam as áreas próximas aos povoados de Coqueiros, Jacaraú, Uruaçu, Santo Antônio e ainda os solos arenosos e salinos.

Datas Comemorativas

  • 19/JANEIRO – Festa de São Sebastião (Pirituba, Barreiros, Califórnia e Pajuçara)
  • 28/JANEIRO – Festa de São Gonçalo do Amarante
  • 30/MAIO – Festa dos Motoristas
  • 12/JUNHO – Festa de Santo Antônio (Santo Antônio do Potengi)
  • SETEMBRO – Festa de Santa Teresinha (Guanduba)
  • SETEMBRO – Corrida de Jegues
  • 04/OUTUBRO – Festa de São Francisco (Alagadiço Grande e Rio da Prata)
  • 29/OUTUBRO – Festa de São Benedito
  • OUTUBRO – Festa de Nossa Senhora do Ó (Rego Moleiro)
  • OUTUBRO – Comemoração aos Mártires de Uruaçu
  • NOVEMBRO – Festa de São Judas (Jacaré-Mirim e Uruaçu)
  • 13/DEZEMBRO – Festa de Santa Luzia (Igreja Nova e Serrinha)
  • DEZEMBRO – Festa de Emancipação Política



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.