SÃO GONÇALO DO AMARANTE RN-Governo anuncia ao SINTE/RN que vai pagar correção de 12,84% do Piso do magistério


Governo anuncia ao SINTE/RN que vai pagar correção de 12,84% do Piso do magistério

 0

 8.407

 17 Jan 2020

Em Audiência solicitada pelo SINTE/RN e realizada na tarde de 17/01, o secretário de educação, Getúlio Marques, informou que o Governo pagará a correção de 12,84% do Piso. Na oportunidade, o secretário disse que se reunirá com a equipe econômica do Governo nos próximos dias para definir o formato de pagamento para ativos/as e aposentados, se integral ou em parcelas.

O SINTE defende que o reajuste do Piso 2020 seja aplicado de forma integral no mês de fevereiro com efeito retroativo a janeiro, para ativos e inativos. A fim de argumentar acerca desse posicionamento, uma comissão do Sindicato fará uma visita à Secretaria de Estado do Planejamento e das Finanças (Seplan) ao longo da semana que vai de 20 a 24/01.

Também por ocasião da audiência na SEEC, o SINTE solicitou que o Secretário enviasse o Projeto de Lei referente a implantação do Piso à Assembleia Legislativa quando da abertura dos trabalhos na AL, “momento em que o Sindicato estará negociando junto aos deputados/as a dispensa da tramitação da lei do Piso nas comissões, objetivando maior celeridade na aprovação”, afirmou a Coordenadora Geral do SINTE/RN, professora Fátima Cardoso. Disto, o Secretário se comprometeu a elaborar o Projeto.

Sobre a correção salarial, a Diretoria de Organização da Capital do Sindicato, Jucyana Myrna, lembra que o índice de 12,84% não representa a valorização real que é devida para os educadores e educadoras. Contudo, diante de uma conjuntura que prevê aumento da alíquota previdenciária até mesmo para aposentados, a aplicação integral do reajuste para os/as docentes do RN é motivo de comemoração e um resultado da luta desenvolvida pela entidade.

Outras pautas da categoria, como o pagamento do 1/3 das férias, o pagamento da Gratificação de Mérito Educacional para os/as funcionários/as da educação, bem como a convocação de concursados, foram abordadas durante a audiência.

Pagamento do 1/3 das férias

O secretário Getúlio Marques reafirmou que os/as trabalhadores/as em educação da Rede Estadual receberão o 1/3 de férias juntamente com o pagamento de janeiro, corroborando a fala da Secretária de Administração, Virgínia Ferreira, de que os funcionários e funcionárias da educação, bem como educadores/as, receberão no final do mês de janeiro o seu terço de férias.

Sobre isso, a Coordenadora Geral do SINTE/RN lembra que em uma ação inédita, objetivando agilizar a implantação e consequente liberação do 1/3 de férias da categoria, uma comissão do Sindicato apresentou o ofício de implantação do 1/3 de férias, assinado pelo secretário Getúlio, à secretária da Administração.

Pagamento da Gratificação de Mérito Educacional para os/as funcionários/as da educação

Segundo o secretário, o pagamento da GME aos funcionários/as da Educação está assegurado e constará no contracheque de fevereiro.

Para o SINTE, esse é um assunto de extrema importância, que será acompanhado com atenção, visto que os/as funcionários/as estão há 10 anos sem qualquer aumento em seus contracheques.

Convocação de aprovados/as no concurso

O secretário de Educação afirmou ainda não haver uma definição do Governo quanto a data de convocação dos aprovados e aprovadas no concurso de 2015. Porém, informou que na semana de 20 a 24 de janeiro será realizada audiência com o Comitê de Governança e que na ocasião o tema da convocação será tratado.

O secretário também se comprometeu a dar continuidade às negociações sobre o assunto com o SINTE e os representantes dos concursados. Em resposta, a direção do Sindicato advertiu para a proximidade do início do ano letivo e com isso, da necessidade do governo em tomar medidas imediatas.

Piso Nacional do Magistério 2020

Em fins de dezembro foi publicada no Diário Oficial da União a Portaria Interministerial MEC/MF que reajustou o valor mínimo de investimento por aluno do ensino fundamental urbano, em âmbito do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB), para o exercício de 2019.

Esse reajuste incide na atualização do piso nacional do magistério para o ano de 2020, que deverá receber o incremento de 12,84%. Portanto, ao piso de 2019 (R$ 2.557,74), que serve de referência para o início das carreiras de magistério na educação básica, destinado aos profissionais com formação de nível médio na modalidade Normal (art. 2º da Lei 11.738), aplica-se o percentual de 12,84%, elevando-se o mesmo, a partir de 1º de janeiro de 2020, para R$ 2.886,15.

O reajuste do piso é autoaplicável, porém o MEC anuncia a variação ano a ano como forma de orientar os entes estaduais e municipais.

 

(Notícia atualizada em 20.02.2020, às 12h).



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.