SÃO GONÇALO DO AMARANTE RN-Fátima afirma que Ciro Gomes cometeu “equívoco histórico” ao não apoiar Haddad


Fátima afirma que Ciro Gomes cometeu “equívoco histórico” ao não apoiar Haddad

José Aldenir | Reuters

Governadora eleita do RN, Fátima Bezerra, e ex-ministro Ciro Gomes
Loading...

A senadora Fátima Bezerra (PT), governadora eleita do Rio Grande do Norte, classificou como “equívoco histórico” o comportamento do ex-ministro Ciro Gomes (PDT) no segundo turno da eleição presidencial, disputada por Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) – que venceu.

Em entrevista à revista CartaCapital publicada neste domingo, 4, Fátima afirma que, se a disputa tivesse sido entre Ciro Gomes e Bolsonaro, Haddad e o PT teriam apoiado o ex-ministro. No segundo turno, o PDT de Ciro anunciou “apoio crítico” a Haddad. Terceiro colocado no primeiro turno, o ex-ministro viajou para o exterior nas semanas que anteceram a votação final.

“Lamento profundamente o equívoco histórico que o Ciro Gomes cometeu no segundo turno. Se fosse ele no lugar do Haddad, o PT não lhe negaria apoio explícito. No dia seguinte, estaríamos totalmente empenhados, nas ruas. A história segue. Basta lembrar o comportamento do Leonel Brizola em 1989. Ele esteve firme ao lado de Lula contra Fernando Collor, apesar da dura disputa entre os dois no primeiro turno”, disse a governadora eleita.

Na opinião de Fátima Bezerra, a proposta de Ciro – de ser candidato com apoio do PT, o que não ocorreu – não avançou porque “não havia como pedir ao PT para não lançar um candidato à Presidência da República depois de tudo o que o partido sofreu nos últimos anos”.

“O impeachment sem comprovação de crime de responsabilidade… A ofensiva contra o Lula e sua condenação cujo único objetivo era retirá-lo da disputa eleitoral… A despeito de todos os ataques, continuamos a ser o partido mais reconhecido pela população. Como não considerar legítima a postulação da candidatura”, destacou.

Ainda segundo a senadora do PT, Fernando Haddad sai da eleição como uma “liderança nacional”. “Os eleitores brasileiros decidiram colocar o PT na oposição. E o partido, acredito, desempenhará esse papel com muita sabedoria e responsabilidade. Nosso lugar é no campo democrático e popular. Não se pode desconhecer a importância da legenda. Elegemos a maior bancada da Câmara, estamos presentes no Senado, seremos quatro governadores. Temos inserção nos movimentos sociais”, acrescentou.

 

SÃO GONÇALO DO AMARANTE RN-Fátima afirma que Ciro Gomes cometeu “equívoco histórico” ao não apoiar Haddad
Avalie esta postagem



Loading...

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *