SÃO GONÇALO DO AMARANTE RN-Estado: Professores da rede estadual ignoram sindicato e comparecem em 1º


Entrevista: DJ Ivis exibiu imagem íntima de Pamella e a agrediu após ela questioná-lo, conta ex-mulher

A digital influencer Pamella Holanda. Foto: Reprodução/ TV Globo

A digital influencer Pamella Holanda revelou neste domingo (18) em entrevista exclusiva ao Fantástico que o ex-marido, DJ Ivis, exibia fotos íntimas dela ao amigo Charles, quem o cantor considerava como “braço direito”. Charles também presenciou Ivis agredir a ex e não reagiu. Em entrevista nesta semana, ele disse que “travou” e não conseguir protegê-la.

“A gente começou a discutir porque ele mostrou uma foto minha íntima para o Charles, para esse amigo dele. Eu pergunto o que é, volto pra cozinha e ele continua. Até a hora que eu vou e é a hora que ele me agride”, disse Pamella.

“Depois ainda ele me solta e eu ainda vou pra cima dele, mas ele se esquiva; depois, quando eu dou as costas, ele me dá um soco, me dá um chute, me deu um soco nas costas que eu caí no chão e fiquei sem conseguir respirar”, completa.

Há uma semana, em 11 de julho, Pamella divulgou em rede social as imagens em que ela sofre agressões do DJ Ivis em diferentes ocasiões. Ele foi preso na quarta-feira (14) e transferido para um presídio na sexta-feira (16).

Pamella conta que conheceu Ivis pela internet em 2018. No ano seguinte, eles começaram a namorar. As agressões começaram em 2020, quando passaram a morar juntos. “Quando comecei a morar com ele , ele já começou a me agredir. Começou verbalmente, palavrão, grosserias”, contou Pamella.

A primeira agressão ocorreu quando ela estava grávida de Mel, filha do casal. “Eu estava grávida da Mel, de cinco para seis meses. Ele me segurou pelo pescoço e foi me arrastando do corredor até o sofá.”

Ela revela que não havia denunciado antes as agressões por medo e vergonha. “Eu tinha medo, eu tinha vergonha. Eu estava realizando um sonho, eu estava grávida. Eu sempre quis ser mãe. A gente entra num estado de negação, porque a gente não quer admitir pra gente mesmo, a gente quer procurar justificativa, a gente se culpa. É muito difícil”, explica.

G1

Siga as nossas Redes Sociais:

📱Facebook => 📸Instagram <=> 🎙️SoundCloud <=> 📹Youtube <=>  💻Twitter <=> 📟Aplicativo Radio Web <=> 🪀Participe de nosso grupo do WhatsApp News 3 <=> Ouça a programa da Radio Web Guamaré News nos principais portais da internet que retransmite a programação => 📲Portal Radios Na Net <=> 📲Portal Radio Ao Vivo <=>📲Portal Radios Cast <=> 📲Portal CXRadio <=> 📲Portal As Melhores Rádios <=>📲Portal Rádios Na Net <=> 📲Portal RadioNet <=> 📲Portal OnlineRadioBox.

Estado: Professores da rede estadual ignoram sindicato e comparecem em 1º dia de volta ao trabalho presencial

Secretário de Educação, Getúlio Marques, visita Cenep em 1º dia de retomada das atividades presenciais – Foto: Seec / Reprodução

Após um ano e quatro meses de suspensão das atividades presenciais, as escolas da rede estadual de ensino reabriram nesta segunda-feira (19) no Rio Grande do Norte. Até a próxima sexta-feira (23), as unidades de ensino vão receber professores e demais trabalhadores da educação para planejar a retomada dos alunos ao ensino presencial – que está previsto para segunda-feira (26).

No primeiro dia da retomada, os educadores compareceram em massa às escolas. Segundo a Secretaria Estadual de Educação (Seec), não há um levantamento oficial sobre a taxa de comparecimento ou ausência, mas é possível afirmar que a grande maioria dos educadores foi às unidades de ensino, ignorando a recomendação do sindicato da categoria (o Sinte), que é contra a volta às aulas neste momento.

O secretário estadual de Educação, Getúlio Marques Ferreira, acompanhou de perto a volta das atividades presenciais. Ele visitou o Centro Estadual de Educação Profissional (Cenep) Senador Jessé Pinto Freire, em Petrópolis, na Zona Leste de Natal. Todos os professores da unidade voltaram a trabalhar nesta segunda-feira. A secretaria afirma que o dia foi “calmo” na rede estadual de ensino.

A volta dos professores às salas de aula contraria a orientação do Sinte. Em assembleia na semana passada, o sindicato decidiu que só é seguro retornar às escolas após todos os trabalhadores receberem as duas doses de vacina contra a Covid-19.

Também na semana passada, o secretário Getúlio Marques afirmou que, caso o sindicato seja irredutível, está disposto a tomar “providências legais” para garantir o retorno dos professores ao trabalho. “É o momento agora, numa situação muito mais confortável, de a gente dar esse retorno. É um apelo, mas compreendendo, respeitando, não concordando e caso a maioria dos professores entenda que não é hora de voltar nós vamos, como secretário, tomar as providências legais”, disse Getúlio Marques na entrevista.

Como será a retomada

A primeira semana da volta ao trabalho presencial será dedicada ao planejamento e revisão de documentos. Na próxima segunda-feira, volta o ensino presencial.

As aulas deverão ser retomadas com um terço dos alunos nas aulas presenciais. No caso de uma turma com 30 estudantes, por exemplo, as escolas poderão se organizar para que um grupo de 10 alunos tenha aula presencial a cada semana.

“Dia 26 teremos as primeiras turmas de alunos, com os alunos do ensino fundamental dos anos iniciais, de 1º a 5º ano, e da 3ª série do ensino médio. E a cada 14 dias nós vamos acrescentando outros grupos – 6º e 7º série e alunos da 2ª série do ensino médio. E 14 dias depois, 8º e 9º ano e 1ª série do ensino médio”, afirmou Getúlio Marques.

Siga as nossas Redes Sociais:

Ler mais: https://guamarenews.com/#ixzz716EIVpdq



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.