SÃO GONÇALO DO AMARANTE RN-Casos confirmados de coronavírus podem aumentar 352% em uma semana no RN, diz Fiocruz Estudo, baseado num modelo matemático, indica que o estado pode chegar a 1.113 casos confirmados na próxima segunda-feira (13).


Casos confirmados de coronavírus podem aumentar 352% em uma semana no RN, diz Fiocruz

Estudo, baseado num modelo matemático, indica que o estado pode chegar a 1.113 casos confirmados na próxima segunda-feira (13


Testes para Covid-19: número de casos confirmados pode aumentar no estado — Foto: Mauricio Bazilio / SESTestes para Covid-19: número de casos confirmados pode aumentar no estado — Foto: Mauricio Bazilio / SES

Testes para Covid-19: número de casos confirmados pode aumentar no estado — Foto: Mauricio Bazilio / SES

painel de monitoramento dos casos de coronavírus da Fiocruz Bahia projeta que o Rio Grande do Norte pode aumentar em 352% o número de casos confirmados no estado em uma semana. Isso significa que o RN poderia chegar a 1.113 casos na próxima segunda-feira (13), de acordo com o estudo.

Atualmente o Rio Grande do Norte tem 246 casos confirmados. Os dados são da Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap) em boletim divulgado nesta segunda-feira (6). Ao todo, são sete óbitos pela Covid-19.

As projeções do estudo da FioCruz, que são baseados em um modelo matemático, apontam que o RN pode ter até cerca de 200 casos confirmados em apenas um dia nesta semana. A taxa de casos por 100 mil habitantes no Rio Grande do Norte atualmente é de 6.96, superior à taxa nacional que é de 5.46.

Casos projetados no RN segundo a Fiocruz em uma semana — Foto: ReproduçãoCasos projetados no RN segundo a Fiocruz em uma semana — Foto: Reprodução

Casos projetados no RN segundo a Fiocruz em uma semana — Foto: Reprodução

O painel interativo foi lançado pela Rede CoVida e é uma iniciativa conjunta do Centro de Integração de Dados e Conhecimentos para Saúde (Cidacs/Fiocruz Bahia) e da Universidade Federal da Bahia (UFBA). O projeto também tem colaboradores de diversas instituições científicas de forma solidária.

Segundo os pesquisadores, o modelo matemático serve também como forma de preparar as políticas públicas para determinadas situações de maneira antecedente. “O gestor que observa um modelo pode se antecipar na quantidade de leitos, nos tipos de leitos, nos materiais necessários e recursos humanos a serem recrutados no preparo dos sistemas e assistência à saúde”, explicou Juliane Oliveira, doutora em Matemática pela Universidade do Porto e uma das responsáveis pelo projeto.

Os pesquisadores explicam que os cálculos também contribuem para avaliar os efeitos de medidas sociais, como restrições de circulação de pessoas, isolamento social e fechamento de parte dos estabelecimentos comerciais. Por isso, o gráfico alerta que a tendência prevista pode ser alterada conforme as ações implementadas pelos estados. “Comparamos experiências anteriores e observamos padrões de comportamento humano. Assim, fazemos a previsão de uma situação com uma margem de incerteza associada”, reforçou a pesquisadora.

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais do G1

).



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.