SÃO GONÇALO DO AMARANTE RN-Aeroporto de São Gonçalo já rendeu prejuízo de R$ 895 mi à Inframerica


O Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, acumula perdas milionárias desde o início da operação, em maio de 2014. Dados do demonstrativo financeiro da empresa mostram que, só em 2019, o terminal aéreo fechou o ano com prejuízo total de R$ 219 milhões. O valor é mais que quatro vezes superior ao prejuízo do ano de 2018, quando o balanço contabilizou R$ 49 milhões no vermelho.

Ao longo dos últimos seis anos operando na aviação comercial no Rio Grande do Norte, o Aeroporto Aluízio Alves soma prejuízo de R$ 895 milhões. O valor é cinco vezes maior do que o que foi investido pela Inframerica para vencer o leilão da concessão do aeroporto, ocorrido em 2011. À época, o Consórcio Inframerica/Engevix venceu a disputa pelo terminal potiguar pelo valor total de R$ 170 milhões.

As perdas acumuladas levaram a Inframerica a deflagrar, em março passado, o pedido de devolução da concessão. A operadora entrou com pedido de indenização, nos termos da Lei Federal 13.448, de 2017, que trata da devolução amigável de concessões e posterior relicitação.

“O prejuízo acumulado da Inframerica no Aeroporto de Natal vem do fato de que os custos de operação sempre foram maiores do que as receitas. Isso se deve principalmente à demanda efetiva ser bem abaixo da projetada pelo governo e pela própria concessionária e pelas tarifas serem bastante defasadas com relação a outros aeroportos. As tarifas aeroportuárias do Aeroporto de Natal são cerca de 35% abaixo das dos demais aeroportos da mesma categoria, e as tarifas da torre de controle são cerca de 1/4 das praticadas nas demais torres”, disse a concessionária, em nota enviada ao Agora RN.

Do Agora RN

Saiba mais AQUI



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.