RECIFE-PE-Segundo dia de quarentena no Grande Recife tem feiras lotadas, pessoas sem máscara e ruas com aglomeração


No segundo dia de quarentena no Recife e em OlindaJaboatão dos GuararapesCamaragibe e São Lourenço da Mata, muitas pessoas saíram de casa, formando aglomerações e desrespeitando as medidas para conter a pandemia do novo coronavírus. Mesmo com blitze e fiscalização nas ruas, o movimento ainda estava intenso em alguns pontos da Região Metropolitana neste domingo (17), assim como no primeiro dia de vigor do decreto estadual.

Um dos pontos mais críticos é Jaboatão Centro, onde dezenas de pessoas foram aos mercados e à feira. Muitas delas usavam máscaras, mas outras insistiram em sair de casa sem o equipamento de proteção, que deve ser utilizado obrigatoriamente em todo o estado, de acordo com o governo de Pernambuco.

Em Jaboatão, pessoas usando máscaras de forma errada foram vistas neste domingo (17) — Foto: Reprodução/TV Globo

Em Jaboatão, pessoas usando máscaras de forma errada foram vistas neste domingo (17) — Foto: Reprodução/TV Globo

Na Praça Nossa Senhora do Rosário, muitos idosos, grupo de risco para agravamento da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, ficaram sentados, conversando e vendo o movimento da rua, sem demonstrar preocupação com os riscos da pandemia. Na Avenida Barão de Lucena, onde há vários supermercados, não era possível ver o chão das calçadas, de tanta gente aglomerada.

Em Cavaleiro, havia engarrafamento de carros desde a entrada do bairro, mesmo com o rodízio de placas em curso. Neste domingo (17), dia ímpar, somente veículos com placas terminadas em 1, 3, 5, 7 e 9 poderiam circular, mas não foi essa a realidade. Nas calçadas, as barracas de frutas e verduras faziam com que todos ficassem próximos. Na feira livre, o espaço entre as bancas não existia.

No bairro do Curado, a diferença entre este primeiro domingo de quarentena para um fim de semana normal foi a presença de pessoas com máscaras. Houve gente conversando na calçada e na frente dos comércios.

Camaragibe teve movimento intenso de pessoas e carros neste domingo (17) — Foto: Reprodução/TV Globo

Camaragibe teve movimento intenso de pessoas e carros neste domingo (17) — Foto: Reprodução/TV Globo

A situação era parecida no bairro de Prazeres, onde, ao lado do Mercado das Mangueiras, circulavam, todos juntos, ambulantes, carroceiros, entregadores, feirantes e clientes.

Logo de manhã cedo, o movimento de carros era grande na Avenida Belmino Correia, em Camaragibe. O mercado municipal da cidade ficou lotado e, de novo, havia pessoas sem máscara ou utilizando-a de forma errada. No Centro da cidade, muita gente se aglomerava nas ruas e, no meio do povo, estavam a Polícia Militar (PM) e a Guarda Municipal.

São Lourenço da Mata teve diminuição no movimento de pessoas neste domingo (17) — Foto: Reprodução/TV Globo

São Lourenço da Mata teve diminuição no movimento de pessoas neste domingo (17) — Foto: Reprodução/TV Globo

No bairro do Timbi, as pessoas que se encontravam na calçada paravam para conversar, e a movimentação era ainda maior no comércio do bairro. Os mercados, farmácias e petshops, considerados como serviços essenciais pelo governo, continuavam abertos e recebendo os clientes com toda precaução necessária, mas, da porta para fora, a situação era outra.

Vizinha a Camaragibe, São Lourenço da Mata tinha uma situação mais tranquila. No Parque Capibaribe, as ruas estavam quase sem movimento neste domingo (17). Na Rua Venâncio, no bairro Muribara, na saída para a BR-408, havia uma blitz com guarda de trânsito municipal e a PM. Os agentes paravam os carros com placa final par e quem trabalha com serviços essenciais foi liberado.

Durante quarentena no Recife, policiais fazem fiscalização em Boa Viagem — Foto: Lucas de Sena/TV Globo

Durante quarentena no Recife, policiais fazem fiscalização em Boa Viagem — Foto: Lucas de Sena/TV Globo

No Recife, epicentro da pandemia no estado, o Centro da cidade também teve pouco movimento. Na Avenida Sul, na Zona Oeste da cidade, uma blitz foi montada próxima à Estação Largo da Paz, no bairro de Afogados. O trânsito na via também diminuiu consideravelmente em comparação com outros dias.

Homens pescam em Olinda durante quarentena — Foto: Reprodução/TV Globo

Homens pescam em Olinda durante quarentena — Foto: Reprodução/TV Globo

Em Olinda, apesar de haver pouco movimento de pessoas nas ruas e avenidas, na orla, houve gente que desrespeitou a quarentena de diversas formas. Alguns homens foram vistos pescando e casais ficaram nos bancos. Em todos os casos, a maioria deles estava sem máscaras.



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.