A PALAVRA DO DIA-Há esperança… apenas sinta o cheiro das águas!


Porque há esperança para a árvore, que, se for cortada, ainda torne a brotar,

e que não cessem os seus renovos. Ainda que envelheça a sua raiz na terra,

e morra o seu tronco no pó, contudo ao cheiro das águas brotará,

 e lançará ramos como uma planta nova. Jó 14:7-9

Introdução.

É possível ter fé em momentos dificuldades?

Uma história muito conhecida é a de Jó que perdeu tudo que tinha dinheiro, casa e família, ele é um grande exemplo para nós servidores de Cristo aqui na terra, pois Jó mesmo passando por uma situação tão difícil não desistiu e disse a Deus: Jó 13:15 Ainda que Ele me mate, Nele esperarei; contudo os meus  caminhos defenderei diante Dele. 

Quando Jó disse isto, com certeza Deus lá do céu viu o tamanho da sua fé e Jó também disse diante do Senhor até a tristeza salta de alegria, Jó soube  chamar a atenção de Deus, Jó não olhou para o tamanho do seu problema olhou somente para o tamanho do seu DEUS e Deus o restituiu tudo aquilo  que ele havia perdido.

Passamos por um deserto e achamos que Deus não está vendo, mas isto não é verdade, assim como na vida de Jó, no momento mais difícil de sua vida, ninguém apareceu para ajuda-lo apenas para criticá-lo até mesmo sua esposa pediu para que ele amaldiçoasse o seu  Deus e morressem, os amigos apontaram o dedo para Jó e zombava dele, mas Jó sabia o tamanho do Deus que ele servia. Veja o que Jó disse sobre os seus amigos. Jó 12:4 Eu sou motivo de riso para os meus amigos; eu, que invoco a Deus, e ele me responde; o justo e perfeito serve de zombaria. 

Muitas vezes somos vistos assim. Como árvores infrutíferas, com o tronco cortado sobre a terra. Às vezes somos feridos, humilhados, descartados e abandonados. Mas existe algo maravilhoso.

O homem vê o exterior, Deus vê na profundidade, Deus vê onde os olhos humanos não conseguem penetrar. O tronco pode estar cortado sobre a terra, mas Deus está vendo a raiz, ainda que envelhecida, mas existe, portanto há esperança!

Nosso Deus traz a existência coisas que não existem, quando as águas do trono de Deus descem até as raízes envelhecidas, há um renovo, o que estava morto volta a viver, o que era infrutífero começa a produzir, para o que não havia mais esperança, Deus faz acontecer.

Não importa o que esteja acontecendo com você, se foi abandonado, se desprezado, se injuriado, se humilhado, se está como árvore, aparentemente cortada e jogada sobre a terra, há esperança!

As águas do trono de Deus podem penetrar no mais profundo do seu coração e trazer cura às suas raízes, então haverá um renovo, haverá novos ramos, novos frutos e nunca mais te olharão como algo sem valor.
Mudando o foco da nossa visão.

Uma das estratégias mais terríveis do inimigo é consolidar a visão da derrota, da perda e da morte na mente e no coração das pessoas. Ele sabe que por meio dessas imagens ele conseguirá minar a fé e a esperança de muitos, inclusive dentro da Igreja de Jesus.

Jó passou por situações muito críticas e, diante dele, as coisas não eram muito agradáveis, nem estimulantes. Ele simplesmente perdeu tudo, inclusive a saúde e a família. Sua situação era tal que até a sua esposa o aconselhou a amaldiçoar a Deus e morrer (Jó 2.9).

Parecia que tudo à sua volta contribuía para a consolidação da incredulidade e desesperança na sua vida.

No entanto, apesar das tribulações que o acometeram e da grande dor que o acometia, havia algo dentro de Jó que o animava – a sua esperança. Apesar de tudo o que sentia, via e ouvia, ele não se deixou consolidar na desesperança e incredulidade.

Muitas vezes ouvimos palavras que testificam a nossa realidade existencial, mas não nos consolam e, nesses momentos, precisamos nos firmar na fé e na esperança de que nosso Deus não falhará jamais. Jamais fique paralisado nas visões de derrota e morte, isto só exalta e alegra o coração do inimigo. Levante-se como Jó e declare que o seu Redentor vive e se levantará em seu favor (Jó 19.25).

As tribulações precisam gerar esperança e jamais desistência!

Em Rm 5.3-5 lemos que as tribulações produzem perseverança, a perseverança produz experiência e a experiência produz a esperança. Assim, vemos que a esperança é resultado da nossa experiência, que é adquirida através da nossa perseverança no tempo das tribulações. O que o inimigo geralmente faz é nos tirar da perseverança diante das tribulações – ele nos atinge com a frustração, o desânimo e a desistência. Com isso, ele nos rouba o privilégio de nos tornarmos experimentados no Senhor e, por conseguinte, também nos tira a esperança.

Só a experiência com o Senhor gera esperança em nós. Na hora das tribulações precisamos nos firmar no Autor e Consumador da nossa fé para que a esperança nasça em nossos corações e vejamos a glória do Todo-Poderoso. Apesar de todas as tribulações, Jó saiu vencedor porque não perdeu a fé e a esperança. Não desistam de esperar pela ação de Deus em sua vida, família, ministério, sonhos, finanças etc. Persevere e a vitória chegará!

Ao cheiro das águas a vitória brotará!

Diz a Palavra que há esperança de renovo para uma árvore, ainda que tenha sido cortada. Diz mais: ainda que a sua raiz envelheça na terra e o seu tronco morra no chão, ao cheiro das águas brotará. Eis uma tremenda declaração de fé!

Ainda que tudo e toda a nossa volta insistam em nos dizer que chegou o fim, o Espírito Santo nos afirma o fim não chegou e há esperança de vida e renovo para os que creem. Somos árvores plantadas por Deus e, segundo Ele, há esperança para nós. Há esperança para nossa saúde, casamento, família, sonhos, ministério, finanças. Ao cheiro das águas vivas do Espírito Santo de Deus, as coisas mudarão.

Muitos se viram cortados ou mortos em muitas áreas da sua vida; outros se definem como os que estão com as raízes envelhecidas, cansadas e incapazes de firmá-los na terra da promessa e da vitória, mas o Senhor diz que não devem perder a esperança. O Senhor afirma que “ao cheiro das águas” tudo mudará.

Quando abrirmos o coração ao mover das águas do Espírito, a esperança conceberá e a vitória nascerá. A chave está em abrirmos o coração para movê-lo das águas do Espírito Santo. São águas tão poderosas, tão carregadas da vida do Senhor, que ao mais leve toque manifestará a glória do Senhor.

Chega de desistência e acomodação na derrota e fracasso, afinal, há esperança para os que creem. Mantenha-se firme na fé e deixe o poder do Espírito Santo tocar em sua vida, ativando a sua esperança. Não importa o que foi cortado, morto ou envelhecido em sua vida e história, simplesmente creia e espere que ao cheiro das águas do Espírito Santo a vitória chegará! O Senhor quer lhe trazer renovo paz, alegria, unção, frutificação e prosperidade. Não importa o que o inimigo lhe mostrou, fixe-se no que o Senhor quer fazer e mantenha-se na fé porque há esperança para você!

Basta o cheiro das águas e eu ficarei curado. Basta o cheiro das águas e eu não me sentirei mais sozinho. Basta o cheiro das águas e eu levantarei. Basta o cheiro das águas e eu prosseguirei.

Jó entendeu que o cheiro das águas era o suficiente para que sua esperança fosse avivada. Ele vai dizer, “Porque há esperança para a árvore, pois, mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus rebentos. Se envelhecer na terra a sua raiz, e no chão morrer o seu tronco, ao cheiro das águas brotará e dará ramos como a planta nova” (Jó 14.7-9).

Esse é o Jó que vive a experiência da sequidão, do estio, da falta de vigor que a seca traz. Ele sabe que precisa de água e espera pelo seu cheiro. Bastava-lhe o cheiro, que anunciava a chuva, o aguaceiro, para que a sua esperança fosse alimentada. É o mesmo caso do salmista, no Salmo 126.4, quando diz, “Restaura, Senhor, a nossa sorte, como as torrentes no Neguebe”. Ele anseia por água e lembra que na época de chuva as torrentes no Neguebe são abundantes, não falta a bênção da água. É também o caso das corsas, que suspiram por correntes de águas, exemplos usados pelos filhos de Corá no Salmo 42.1-3. Como elas ansiavam por águas, os filhos de Corá estavam sedentos de Deus, e diziam, “quando irei e me verei perante a face de Deus?”

Há pessoas que passam por grandes períodos de seca em suas vidas. Parece que Deus está longe nessas horas. É a seca da alegria, do contentamento, da intimidade com Deus, da alegria da salvação, da santidade, das experiências mais próximas com Deus.

Há períodos de verdadeiro deserto na vida. Parece que o cansaço é mais fácil, o sorriso é difícil e o ânimo para qualquer coisa passa longe. As causas podem ser diversas e às vezes inimagináveis. Jesus disse que no mundo passaríamos por aflições. E Ele estava com razão. Quem nunca passou pelas aflições deste mundo? Elas estão aí, tão próximas, mas ainda nos surpreendendo. Quando chega a aflição, é como um golpe não anunciado. Perdemos o chão, cessa o ânimo, o semblante cai, vem o choro e a vontade de não existir. Alguns até se desesperam, enquanto outros não conseguem reagir, ficam inertes, morrendo por dentro.

No entanto, Jó é um exemplo que desponta notável, dizendo que podemos esperar em Deus. Basta o cheiro das águas. É a aproximação, é a chegada de Deus, devagar, mas chegando, trazendo esperança. Jó perdeu tudo o que ninguém quer perder. Perdeu os bens, os filhos, a saúde. Entretanto, ele é a árvore cortada que ainda crê que poderá produzir ramos. Ele é a árvore cortada, de raiz velha e cansada. Ele é a árvore cortada, caída, tronco morto. Mas ele também é a árvore crente, para quem basta o cheiro das águas para sua restauração, que dê novo rebento, novo ânimo, novos sonhos, para uma nova vida. Ele é capaz de olhar para o deserto e ainda assim esperar por chuvas. Ele sabe que o seu Redentor vive e que se chegará a ele na sua miséria e o levantará para um novo dia de abundância de vida.

Meu querido, minha querida. Mesmo que você esteja no deserto, saiba que Deus é água abundante, que jamais cessará. Ele é a água que verdadeiramente sacia a sede em meio a um deserto de incertezas e aflições. Creia que Ele está por perto. Sinta o cheiro das águas, pois Deus está chegando para salvar. Ele é esperança para o ferido.

Na cultura brasileira existe um dito popular, que diz que: “A esperança é a última que morre”. Na verdade este dito contraria o princípio bíblico de I Coríntios 13:13, que nos diz que a esperança não morre, mas permanece para sempre.

É bem verdade que muitas vezes passamos por situações para as quais parece não haver mais esperança… situações onde nos encontramos num beco sem saída”. Nessas horas de tribulação, de provação e até mesmo de angústia e desespero, as circunstâncias parecem ser maiores que nós, e sentimo-nos derrotados, fracassados, impotentes e sem esperança. Foi assim com Jairo, quando recebeu a notícia de que era tarde demais, sua única filha havia morrido, e já não valia a pena Jesus ir até ela (Marcos 5:35). Foi assim com Marta, quando seu irmão Lázaro adoeceu e morreu quatro dias antes de Jesus chegar a Betânia (João 11:17). Foi assim com Jó, quando ele perdeu tudo o que tinha – bens, filhos e filhas, saúde, reputação (Jó 1 e 2) – numa sucessão de perdas quando até mesmo sua esposa e seus amigos se voltaram contra ele.

Mas até mesmo nessas situações tão extremas, a guerra não esta perdida. Talvez ao longo da nossa caminhada com Deus, nós percamos algumas batalhas, mas nunca a guerra! O nosso general é Cristo… é Ele quem peleja por nós e nos dá a vitória. Jesus Cristo – a esperança da glória! É n’Ele que devemos colocar a nossa esperança e a nossa fé! Assim como Jairo, Marta e Jó, devemos colocar nossa fé no Senhor e crer que nem tudo está perdido, e que apesar da adversidade das circunstâncias, “Ainda há esperança”. “Porque há esperança para a árvore, pois mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus rebentos. Se envelhecer na terra a sua raiz, e no chão morrer o seu tronco, ao cheiro das águas brotará, e dará ramos como planta nova” (Jó 14: 7 – 9). Sim, devemos crer que ao cheiro das águas, viverá e dará frutos! Uma pequena fé num Deus Grande… firmados na promessa de que “seremos como árvore plantada junto a corrente de águas que, no devido tempo dá o seu fruto, cuja folhagem não murcha, e tudo quanto fizermos será bem sucedido” (Salmo 1:3).

O Senhor está no controle. Ele tem um plano, e assim como Ele disse a Jairo, hoje Ele diz a você e a mim: “Não tenhas medo, confia em mim”. Crer e confiar. E Jesus ordenou à filha de Jairo que se levantasse, e a menina logo saltou e começou a andar. “Ainda há esperança!” Marta sabia disso quando disse: “Senhor, se cá estivesses, o meu irmão não teria morrido. “Mas eu sei que mesmo agora não é tarde demais, pois tudo o que pedirdes a Deus, Ele te dará” (João 11:20).

Há um propósito para todas as coisas, inclusive para as nossas provações. Portanto, “Aquietai-vos e sabeis que Eu sou Deus” (Salmo 46:10). O Senhor quer reverter às adversidades em bênçãos, para nós e para outros. Quando Jesus soube que Lázaro havia adoecido, Ele disse que sua doença não era para morte, mas para a glória de Deus. Que Ele, o Filho de Deus, receberia glória em resultado daquela enfermidade. Jesus ressuscitou Lázaro e muitos judeus que presenciaram este milagre creram n’Ele. Da mesma forma, hoje o Senhor nos convida a declarar que a adversidade pela qual estamos passando, não é para a morte, mas para a Glória de Deus! Quando Jó analisa sua vida, ele conclui que tudo o que aconteceu com ele contribuiu para que ele tivesse uma maior intimidade com Deus: antes “eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te veem” (Jó 42:5). E o Senhor restaurou a sorte de Jó e deu-lhe o dobro de tudo o que ele possuía. Portanto, não se dê por vencido, “ainda há esperança”… Logo você entenderá o propósito de Deus para esta hora.

Há esperança… apenas sinta o cheiro das águas! 

Postado por Onésimo Silva

A PALAVRA DO DIA-Há esperança… apenas sinta o cheiro das águas!
Avalie esta postagem



Loading...

Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: levanyjunior@blogdolevanyjunior.com

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *