PAC2 teve R$ 233,1 bi em obras no setor de geração de energia


146340

O governo concluiu obras no setor de geração de energia no valor de R$ 233,1 bilhões, que agregaram 12.860 MW ao Sistema Interligado Nacional (SIN), segundo balanço da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) apresentado ontem, pelo Ministério do Planejamento.

O balanço destaca a entrada em operação das hidrelétricas de Jirau, Santo Antônio, Estreito e Mauá, além de 62 eólicas.

Segundo o documento, estão em construção oito hidrelétricas – entre elas Belo Monte e Teles Pires -, cinco termelétricas, 120 eólicas e cinco pequenas centrais hidrelétricas (PCHs), que devem agregar 24.374 MW ao SIN.

 Na área de transmissão de energia, 35 linhas foram concluídas, com 10.194 km de extensão.

No setor de petróleo e gás, 27 empreendimentos em exploração e produção de petróleo foram concluídos, além de 19 em refino e petroquímica, nove em fertilizantes e gás natural e três em combustíveis renováveis.

Transportes
De acordo com o ministério, foram investidos R$ 58,9 bilhões no setor de transportes. O montante foi usado, entre janeiro e abril de 2014, em 3.003 quilômetros de rodovias.

As ferrovias tiveram 1.053 km concluídos. Existem outros 2.545 km com obras em andamento. O setor portuário, de acordo com o balanço, concluiu 22 empreendimentos no País até 30 de abril. 

Já em aeroportos, 24 empreendimentos foram concluídos, ampliando a capacidade em 15 milhões de passageiros. 

O documento destaca a ampliação do aeroportos de Confins (MG), Brasília (DF), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Guarulhos (SP), Manaus (AM), Galeão (RJ), Porto Alegre RS), Salvador (BA), São Gonçalo do Amarante (RN) e Viracopos (SP). 

Outras 11 obras em terminais aeroportuários regionais foram concluídas.

Avanço
Brasília (AE) – O 10º balanço do PAC 2  apresenta a conclusão de 95,5% das obras e investimento global de R$ 871,4 bilhões, até 30 de abril. O resultado é 15,9% superior ao último levantamento, quando a execução atingiu R$ 583 bilhões. O financiamento habitacional recebeu a maior parte dos recursos, com R$ 285,3 bilhões – o Minha Casa, Minha vida executou R$ 78 bilhões – o orçamento federal representou R$ 92,8 bilhões, de R$ 98 bilhões previstos para 2014. Os investimentos de estatais foram da ordem de R$ 231,4 bilhões. 



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.