NATAL RN-Vereadores de Natal aprovam regulamentação dos aplicativos de transporte; veja o que pode mudar


 


Sessão desta terça-feira (11) na Câmara Municipal de Natal aprovou últimas emendas — Foto: Heloísa Guimarães/Inter TV CabugiSessão desta terça-feira (11) na Câmara Municipal de Natal aprovou últimas emendas — Foto: Heloísa Guimarães/Inter TV Cabugi

Sessão desta terça-feira (11) na Câmara Municipal de Natal aprovou últimas emendas — Foto: Heloísa Guimarães/Inter TV Cabugi

O vereadores votaram nesta terça-feira (11) as emendas restantes – das 32 no total – e aprovaram o projeto de lei que regulamenta os aplicativos de transporte em Natal. A última votação aconteceu na sessão desta tarde – a quarta desta pauta – na Câmara Municipal de Natal (CMN). Para que entre em vigor, o projeto precisa ser sancionado pelo prefeito de Natal, Álvaro Dias, e publicado no Diário Oficial do Município (DOM).

Marcada em dias anteriores pela grande presença de motoristas de aplicativo e taxistas, que chegaram a discutir na CMN, a sessão terminou sem nenhuma confusão. Aprovado, o projeto de lei agora prevê que:

  • motoristas de aplicativo precisam morar na Região Metropolitana de Natal há pelo menos três meses;
  • motoristas de aplicativo vão precisar fazer um curso, que terá carga horária de 16h;
  • os veículos dos aplicativos vão precisar ser cadastrados na STTU e identificados;
  • os veículos dos aplicativos vão precisar ter pelo menos 4 portas, capacidade máxima para 7 passageiros e ar condicionado;
  • os veículos vão precisar ser licenciados em Natal no prazo de um ano;
  • os veículos terão que fazer inspeção veicular anual.

A lei vai entrar em vigor após publicação no DOM e haverá um prazo de três meses para que as empresas façam o cadastro dos motoristas na Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU). O projeto prevê que no prazo de dois meses haja o compartilhamento com a STTU das informações dos condutores e veículos cadastrados nos aplicativos.

Os motoristas dos aplicativos terão um ano para que possam se adequar as exigências, como fazerem o curso e adaptarem o carro. O projeto de lei aprovado também determina que a Prefeitura de Natal não pode limitar o numero de veículos e condutores cadastrados.

Ficou definido ainda que a Prefeitura de Natal deve apresentar um estudo técnico dois anos após a implantação da lei para avaliar o impacto do serviço.

A vereadora Nina Souza (PDT) foi a autora do substitutivo ao projeto protocolado inicialmente pelo então vereador Sandro Pimentel (Psol), atualmente deputado estadual.

Veja também

Jornal Liberal 2ª Edição

Câmeras de vigilância registram morte por motivo fútil em fila de mercado em Marabá

As imagens mostram um homem matando o outro à queima roupa.

10 de jun de 2019 às 19:40

PróximoCriminosos trocam tiro com policiais na Cidade de Deus
5
COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

RECENTES

POPULARES

  • Leandro Souza

    HÁ 11 HORAS

    Meu Deus! Quantos motoristas de Uber vão ser restringidos por essa lei? Morar na região metropolitana, carro de 4 portas? Q

    • Cosme Oliveira

      HÁ 8 HORAS

      Vc quer um carro de quantas portas? Duas? Faz muito tempo que não se produz mais carro de duas portas.

    • Evandro Pereira

      HÁ 3 HORAS

      x

Mais do G1
Avalie esta postagem



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *