NATAL RN-Secretaria da Administração prepara Censo de Servidores Ativos em 2021


O Governo do Rio Grande do Norte vai realizar, em 2021, o Censo dos Servidores Ativos. O objetivo é atualizar os dados cadastrais do funcionalismo público estadual da ativa a fim de garantir maior segurança às informações pessoais dos servidores, além de aprimorar a gestão de pessoal e o controle de informações previdenciárias.

A iniciativa é da Secretaria de Estado da Administração (Sead), por meio da Coordenadoria de Gestão de Pessoas (Cogep) – apoiada pela Escola de Tecnologia da Informação para a Gestão Pública e também pela Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Cotic).

De acordo com a secretária da Administração, Virgínia Ferreira, a ação trará muitos resultados que poderão indicar parâmetros importantes sobre os servidores estaduais para o desenvolvimento de políticas, planejamento, gestão, monitoramento e avaliação de atividades, entre outros. “Este novo censo buscará informações adicionais que sejam relevantes para a gestão de pessoas, como os níveis educacionais do servidor, questões de saúde, segurança do trabalho e qualidade de vida”, exemplifica.

O Censo dos Servidores Ativos será realizado de modo descentralizado e totalmente on-line, podendo ser acessado pelos servidores de forma remota e a qualquer horário no intervalo de tempo programado. A proposta é que o Censo esteja disponível para todo o estado, mas primeiramente será executado – a partir de julho – como projeto piloto apenas na Sead, no intuito de avaliar a ferramenta antes de sua implementação geral.

A coordenadora da Cogep, Ilana von Sohsten, ressalta que a Rede Estadual de Gestão de Pessoas (Regesp) será fundamental para a implementação da ação de maneira descentralizada. “A Rede se constitui em um importante instrumento de comunicação e de busca de uma execução sinérgica da gestão de pessoas em todo o estado. Será essencial nesse processo”.

No Censo dos Servidores Ativos, os participantes deverão informar dados pessoais e funcionais, além de preencher informações a respeito de saúde e qualidade de vida. Ou seja, deverão responder questões simples que vão desde a confirmação do nome, CPF, data de nascimento e endereço, até a atualização do seu histórico funcional, indicando o cargo ocupado, data de admissão, vínculos anteriores, benefícios concedidos, data de concessão, dentre outros.

Compartilhar



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.