NATAL RN-Jean Paul lança suspeita de que Fábio Faria financia blogues contra Fátima Bezerra


O senador Jean Paul Prates (PT) concedeu uma longa entrevista ao Portal do RN, na qual, extraídas as falas óbvias de quem ataca Jair Bolsonaro e defende Fátima Bezerra, pela posição política que exerce, lançou uma denúncia para lá de grave: a de que o ministro das Comunicações, Fábio Faria, através do ministério que ocupa, estaria financiando blogues bolsonaristas no Estado, com o objetivo de divulgar conteúdos contra o PT e a gestão de Fátima no Estado. “Basta entrar até mesmo nos blogues amigáveis ao Governo Federal, e a gente sabe que ele financia, o próprio Ministério das Comunicações tem muito dinheiro para despejar em blogues amigos do Governo Federal para fazer oposição a Fátima, a mim, ao PT, tem gente que fica no lusco-fusco, está aqui e tá lá também, atua nos dois lados, então essa turma se alimenta disso e obviamente eles fazem o papel deles”, disse Prates, ao ser abordado especificamente a respeito da disseminação de notícias falsas por blogues do Estado que visam a atingir diretamente o governo da petista. Indagado, na entrevista, se os ministros potiguares do governo Bolsonaro (Rogério Marinho e Fábio Faria) serão punidos por espalharem fake-news sobre o governo Fátima, Jean foi taxativo ao criticar o chamado ministro da Propaganda, Fábio Faria. “Esses caras prestam um desserviço gigantesco, principalmente no caso do Fábio (Faria, ministro das Comunicações) é uma coisa deplorável, pois ele conhece o Governo do Estado, o pai dele governou o Estado, sabe os desafios que existem, sabe a situação que o próprio pai dele deixou, uma situação financeira caótica, o servidor faltando receber quatro folhas salariais, deixou as contas que já estavam atrasadas ainda mais atrasadas, rapou o Fundo Previdenciário do Estado, então o que o Fábio Faria faz ao espalhar essas notícias falsas é completamente surreal”, afirmou. De acordo com Jean, porém, “existem ações jurídicas possíveis, existem diversas manifestações nossas de parlamentares e do próprio governo no sentido contrário, para coibir essa guerra de desinformação que esse pessoal cria para desviar o foco e fazer com que a gente tenha que ficar explicando”, diz, se referindo, por exemplo, à notícia de que o governo Fátima utilizou verba repassada pelo governo federal para a Covid para pagar salários do funcionalismo. “A gente explica, a gente pede muitas vezes que as pessoas procurem a informação correta e fidedigna, mesmo que seja do outro lado, não tenham receio de procurar porque nem tudo tem um lado só. Você tem sempre que ouvir o outro lado, fazer o juízo de valor com sua própria inteligência, com sua própria cultura, com sua própria formação, não consumir a informação de um lado só, principalmente quando ela é estranha”, disse. Para Jean Paul, o próprio questionamento da informação fake, se fosse feito pelo cidadão, resultaria na conclusão de que se trata de uma notícia falsa. “Será que tem quem ache que alguém governe deliberadamente para ser mal? Alguém governa deliberadamente para ser incompetente? Não, então quando alguma coisa sai diferente do que a gente espera, a gente ao invés de sair logo esbravejando, tem que procurar saber quais são as razões que fizeram aquilo acontecer, e havendo culpados, perguntar. O jogo político faz parte disso aí”. Jean concluiu afirmando que Rogério e, sobretudo, Fábio Faria, são “medíocres”, por utilizarem de expediente tão rasteiro no rexercício da política. “Quem é medíocre, quem é ruim sai atacando mesmo, usando frases muito fortes, usando adjetivos de baixo calão, destratando as pessoas. Como não tem argumentos, acham melhor tumultuar. Acho que o saldo para essas pessoas é terrível porque é a descredibilização”, declarou. Vocação portuária Brincadeira a utilização de Natal como porta de saída de drogas pesadas para a Europa. E o Porto de Natal, tão irrisório para o tráfego de cargas normais, parece ter encontrado sua grande vocação. Salvando vidas O secretário de Saúde de Natal, George Antunes, tem sido um valente na sua atuação contra a pandemia e a inclusão de suspeitas sobre sua gestão, conforme operação da semana passada, é, até certo ponto, despropositada. Sobretudo porque os respiradores questionados estão todos funcionando perfeitamente. E salvando vidas. Sem atestado Claro que este fato, por si só, não é atestador de conduta legal de ninguém. Entretanto, é preciso também ter bom senso, da parte de investigadores e fiscais da lei, no tocante à excepcionalidade do momento que se vive, para se evitar excessos ficalizatórios. Precipitação O momento é de exceção de normalidade, de pressa em respostas com vistas à saúde da população, embora, como dito acima, isso não significa que as ações administrativas não possam ser fiscalizadas. Podem e devem. Com todo o rigor. Mas é preciso saber dosar, ouvindo os lados, antes de conclusões preciptadas. Sobretudo na hora de divulgar ações. Agenda Após um bom tempo centrada nas questões da pandemia, a governadora Fátima Bezerra (PT) iniciou agenda com vistas a uma maior presença nos municípios do Estado. No último fim de semana esteve em pelos menos três cidades: Mossoró, Serra do Mel e Assú. Profissionalizante Neste último município, visitou as obras do Centro Estadual de Educação Profissional e Tecnologia Professor Gilmar Rodrigues de Lima, no Distrito de Linda Flor, zona rural de Assu. A nova unidade será integrada à rede estadual de Centros Profissionalizantes, formada pelos municípios de Natal, Mossoró, Parnamirim, Extremoz, Ceará-Mirim, São Gonçalo do Amarante, Alto do Rodrigues e Macaíba – essa entregue em janeiro. Grupo político Durante a vistoria, a governadora Fátima Bezerra esteve acompanhada do deputado George Soares e do prefeito de Assu, Gustavo Soares, além de secretários estaduais – Fernando Mineiro (Segri), Gustavo Coelho (Sin) e a chefe de gabinete, Ana Morais, que representou o secretário estadual da Educação, Getúlio Marques. Títulos Na Serra do Mel, Fátima entregou títulos de regularização fundiária a 115 famílias do município de Serra do Mel, na região do Oeste potiguar. A ação, executada pela Companhia Estadual de Habitação e Desenvolvimento Urbano (Cehab) em parceria com a Funcern, beneficia cerca de 500 pessoas do Conjunto São Francisco I com a documentação legal de casas que foram construídas e ocupadas em 2009, mas que ainda não tinham registro em cartório. Fiscalização A Prefeitura do Natal irá intensificar as ações de fiscalização na orla marítima da cidade, coibindo aglomerações e consumo de bebidas alcoólicas em espaço público, como medidas de contenção à Covid-19. O trabalho de fiscalização será concentrado em sua maior parte na orla de Ponta Negra, mas a medida também contemplará as demais praias urbanas da cidade por tempo indeterminado. Descumprimento De acordo com o chefe de Fiscalização da Semsur, Carlos Falcão, a intensificação é decorrente do resultado das últimas operações realizadas na praia de Ponta Negra. Nas últimas semanas, o município constatou o descumprimento do decreto em vários pontos do calçadão da praia. Entre as infrações, estão desde pontos de aglomeração até venda e consumo de bebidas alcoólicas em áreas proibidas. Coluna

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/alexviana/ | Agora RN



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.