Natal RN; Dos R$ 275 milhões que precisa para o novo porto de Natal, Ministro diz que só tem R$ 11 milhões


DSC_3337-1024x712

Em audiência pública na Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI), o ministro da Secretaria de Portos, Edinho Araújo, informou que estão sendo analisados 63 pedidos de instalação de novos terminais portuários privados, em 16 unidades da federação, que resultarão em investimentos de R$ 14,7 bilhões. Como o Rio Grande do Norte não faz parte desta relação, os senadores Garibaldi Filho e Fátima Bezerra defenderam a inclusão do estado neste Programa de Investimentos em Logística (PIL).

Presidente da Comissão de Infraestrutura, o senador Garibaldi Filho comunicou ao ministro que já existem estudos para a construção de terminais portuários no estado. Um deles, na margem esquerda do Rio Potengi, seria intermodal. A previsão é que ele seria implantado em módulos progressivos, ampliado de acordo com a necessidade. Seria utilizado no escoamento de minerais, combustíveis e derivados e grãos. Por sua vez, a senadora Fátima Bezerra informou que um grupo chinês estaria interessado em participar do projeto. Outra possibilidade de terminal seria em Porto do Mangue.

Os dois senadores também falaram ao ministro sobre a necessidade de ser iniciada a construção do berço 4 do Porto de Natal e da instalação das defensas da Ponte Newton Navarro. Edinho Araújo explicou que somente autorizará o início do processo licitatório quando tiver a garantia dos recursos necessários para a obra. Somente estariam garantidos R$ 11 milhões, dos R$ 275 milhões necessários. A bancada federal agendará uma reunião com o ministro para aprofundar a discussão sobre o assunto.

Blog do BG: http://blogdobg.com.br/#ixzz3g42ufpqX



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.