NATAL RN-Companhia desativa 24 ‘gatos de energia’ em Natal e 1 no interior do RN; homem é preso Irregularidades foram encontradas no bairro Felipe Camarão e na zona rural do município de Doutor Severiano, onde o responsável foi detido em flagrante.


 


Gatos de Energia foram desativados pela equipe da Cosern — Foto: DivulgaçãoGatos de Energia foram desativados pela equipe da Cosern — Foto: Divulgação

Gatos de Energia foram desativados pela equipe da Cosern — Foto: Divulgação

Uma operação da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) com a Polícia Militar descobriu e desativou 25 “gatos de energia” nesta terça-feira (14). Desse total, 24 eram no bairro Felipe Camarão, na Zona Oeste de Natal, enquanto um foi encontrado no município de Doutor Severiano, no Alto Oeste potiguar.

O homem responsável pela ligação clandestina em Doutor Severiano foi preso em flagrante. Ele usava o gato de energia para um plantio irrigado de cana de açúcar, na zona rural do município. O homem foi conduzido para prestar depoimento na Delegacia de São Miguel.

O “gato de energia” é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena para o responsável pela fraude pode chegar a oito anos de reclusão. Essa é a primeira pessoa detida neste ano no RN pela irregularidade. Em 2019, 14 pessoas foram presas em flagrante no estado por ligações clandestinas.

A Cosern alerta que a ligação irregular representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo, além de desencadear perturbações no fornecimento de energia da região e a possibilidade da queima de eletrodomésticos. A fraude pode ser denunciada, de forma anônima e segura, no telefone 116 ou no site da Companhia.

Só em 2019, o volume de energia recuperado pela Cosern com a “Operação Varredura” seria suficiente para abastecer, por exemplo, os municípios de São Gonçalo e Parnamirim, juntos, durante 30 dias – cerca de 331 mil residências.



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.