NATAL RN-Artigo: A solução passa pelos Campeonatos Estaduais


tos Estaduais

31/01/2017 às 09:48 por Marcos Lopes

De forma equivocada, cresce a ideia no Brasil de que a extinção dos campeonatos estaduais e a “nacionalização” de todas as competições, com sua adequação ao calendário europeu, seja a solução para os problemas do futebol. Entendo ser esta uma visão distorcida à medida em que a maioria dos clubes não dispõem de estrutura e orçamento para disputar as competições interestaduais ou nacionais, principalmente pelos elevados custos. A Série D, por exemplo, até 2013, ano em que a CBF assumiu integralmente os custos de toda logística dos clubes e a estrutura do torneio, apresentava inúmeras desistências de participação a cada ano.

Atualmente, dos 766 clubes profissionais oficialmente registrados no sistema da Confederação Brasileira de Futebol em 2016, menos de 20% participam de competições nacionais, enquanto os demais se mantêm em atividade exclusivamente por conta dos campeonatos e torneios promovidos pelas federações estaduais, que representam importante fonte de emprego e renda para as famílias de milhares de atletas e profissionais do futebol.

As receitas oriundas dos campeonatos estaduais são essenciais para o custeio das operações dos clubes de médio e pequeno porte. Ainda que, aos olhos da maioria, os valores movimentados por eles pareçam irrelevantes, é exatamente este fluxo que garante a manutenção das atividades das categorias de base, além de permitir a atuação em outras modalidades esportivas.

Saliento ainda que a realização dos campeonatos estaduais também serve como plataforma para observação de jovens talentos que, posteriormente,  são aproveitados pelas principais equipes do país, fato comum de acontecer a cada ano, como no campeão brasileiro de 2016, o Palmeiras, onde podemos encontrar Tchê Tchê, Roger Guedes, entre outros.

Estes clubes “sem série” constituem-se, geralmente,  na única opção de lazer e prática desportiva em seus municípios, como também numa das poucas ferramentas de inclusão social para jovens em suas comunidades locais.  Cabe ainda mencionar que, de certo modo, eles exercem o papel de responsabilidade do segmento governamental ao formar atletas e incentivar a prática de atividades físicas em várias modalidades esportivas.

Por tudo isso, reitero que a redução de datas dos campeonatos estaduais, ou mesmo o seu fim, inviabilizará por completo as atividades de centenas de clubes, o que, ao longo do tempo, diminuirá o manancial de bons jogadores revelados, além de eliminar milhares de postos de empregos, atingindo em cheio a geração de renda de toda a estrutura de prestadores de serviço.

Defendemos a necessidade imediata da implementação de mecanismos eficazes de proteção e compensação financeira aos clubes, a fim de incentivar, especialmente, os investimentos em suas categorias de base. Também é fundamental a reformulação e adequação das leis trabalhistas para a realidade do futebol brasileiro, com a introdução de um modelo legal que não asfixie tanto os clubes em todo o Brasil.

Mesmo enquanto essas mudanças não acontecem, os pequenos clubes, responsáveis pela geração da maioria dos empregos do setor do futebol, mesmo com movimentações financeiras ínfimas aos olhos do grande público, continuarão a exercer o seu papel fundamental e importante no desenvolvimento do esporte e na inclusão social, prioridade nacional diante de um país tão carente na solução de desigualdades.

Enfim, o grande desafio é transformar as competições estaduais em produtos mais atrativos ao mercado, conquistar novas fontes de renda e torná-las opção definitiva para o primeiro trimestre do calendário. Para isso é necessária a união das federações, clubes, mídia e investidores a fim de desenvolver um produto com maior capacidade de atingir o público consumidor e, consequentemente, devolver cada vez mais famílias e comunidades aos estádios. Só assim daremos sequência de trabalho ao verdadeiro celeiro de craques do país.

* Gustavo Vieira é Mestre em Gestão Esportiva pelo FIFA Master e Presidente da Federação de Futebol do Espírito Santo 

Artigo publicado no site da CBF

NATAL RN-Artigo: A solução passa pelos Campeonatos Estaduais
Avalie esta postagem



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: levanyjunior@blogdolevanyjunior.com

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *