Natal foi sede mais segura durante Copa, diz delegado


146235

O presidente da Comissão Estadual de Segurança Pública e Defesa Civil para Grandes Eventos (Coesge/RN), o delegado da Polícia Federal Paulo Henrique de Oliveira Rocha, afirmou que Natal foi a mais tranquila dentre as 12 sedes da Copa do Mundo no Brasil. Nesta quinta-feira (26), o delegado afirmou que houve redução na média de todos os crimes em relação a maio.

Os números definitivos do balanço sobre a segurança na Copa do Mundo só ficará pronto no dia 30 de junho. No entanto, Paulo Henrique de Oliveira disse que a percepção pessoal e contato com coordenadores de outros centros do país demonstraram que Natal foi a que apresentou menos problemas relacionados à segurança.

Segundo dados preliminares, houve uma redução entre 50% e 60% no número de homicídios em Natal e no interior durante o mundial. A segurança nos pontos específicos para os torcedores que seguiram para a Arena das Dunas e Fan Fest também teve números satisfatórios.

De acordo com a Polícia Militar, nos quatro dias de jogos, foram registrados 42 boletins de ocorrência referentes a problemas no entorno da Arena das Dunas e na Fifa Fan Fest. As queixas foram de roubos, furtos e perdas de documentos, além de seis procedimentos entre Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e prisões em flagrante.

Apesar de não haver mais jogos em Natal, o aparato montado na Escola de Governo para o monitoramento da segurança permanecerá ativo até o dia 18 de julho, assim como a presença de membros da Força Nacional. O Exército, no entanto, já não estará mais nas ruas.



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.