MOSSORÓ RN-Silveira nega acordo com Tião e critica vazamento de áudio da primeira-dama


frjunior

A campanha do prefeito de Mossoró, Silveira Júnior (PSD), da Coligação Liderados Pelo Povo, negou, em nota, a existência de acordo com a candidatura de Tião Prest (PSDB), conforme divulgou o portalnoar.com, com base em trechos de conversas gravados em que a primeira-dama, Amélia Ciarlini, expõe o acordo agora contestado.

O texto destaca que o programa eleitoral de Tião ataca a gestão de Silveira e justifica ainda que é comum, em reuniões como a que acabou vazada abordar hipóteses e cenários.

“O que parece mais crível acreditar é que o vazamento do áudio, premeditadamente editado, é que se trata de peça de marketing de quem está querendo vender para opinião pública esse suposto fato, visando obter dividendos eleitorais”, diz outro trecho da nota, cuja íntegra segue abaixo:

Sobre o vazamento de áudio, divulgado na imprensa nesta sexta-feira, a Coligação Liderados Pelo Povo faz os seguintes esclarecimentos:

Em primeiro lugar, é preciso chamar a atenção para o fato do áudio divulgado estar editado, o que por si só já remete para uma forte suspeita de desvirtuamento das falas, que se tratam apenas de comentários gerais sobre temas eleitorais. Em reuniões deste tipo, é absolutamente comum abordar hipóteses e cenários.

O que é fato é que esse suposto acordo nunca existiu e está apenas na retórica de uma reunião. Prova disso é que há várias semanas crescem boatos sobre uma possível desistência de Francisco, mas contrário disso, sua campanha cresce e se intensifica a cada dia.

Quanto ao candidato Tião, basta que a população assista aos seus programas eleitorais para constatar que há uma forte carga de críticas ao atual prefeito, inclusive existem vários pedidos de direito de resposta decorrentes desses programas eleitorais, ajuizados recentemente por Francisco contra Tião. Ou seja, Francisco e Tião não se comportam como se fossem ou estivessem para ser aliados.

O que parece mais crível acreditar é que o vazamento do áudio, premeditadamente editado, é que se trata de peça de marketing de quem está querendo vender para opinião pública esse suposto fato, visando obter dividendos eleitorais.                 

Importante salientar que gravações de reuniões em ambientes fechados, sem o conhecimento do gravado, constitui prova ilícita. Portanto a informação se baseia em gravação editada e colhida de forma ilícita.

Coligação Liderados Pelo Povo

MOSSORÓ RN-Silveira nega acordo com Tião e critica vazamento de áudio da primeira-dama
Avalie esta postagem



Loading...

Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: levanyjunior@blogdolevanyjunior.com

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *